terça-feira, 26 de maio de 2009

Até onde vai o descaramento...


Imagem retirada DAQUI.


«Em seguida, Ilda Figueiredo foi almoçar ao refeitório das oficinas da Câmara de Almada em Vale Figueira, onde lembrou repetidamente aos trabalhadores que a Comissão Europeia tentou fazer passar a proposta de alargamento da semana laboral para as 65 horas, mas que acabou por ser chumbada.
“Eles queriam aumentar o horário mantendo o salário ou então baixar o ordenado. Uma ideia absolutamente inaceitável”, disse aos trabalhadores, lembrando também que o Portugal se absteve na votação. “Eles recuaram, talvez porque tivessem medo dos resultados das eleições. Mas vão voltar à carga”, avisou a candidata, para acrescentar que a CDU se irá opor determinantemente a esta medida porque “é pela defesa intransigente dos direitos dos trabalhadores”.»








Sim senhora. Pela “defesa intransigente dos direitos dos trabalhadores”? É preciso não ter vergonha!

Ouvir isto da boca de uma candidata da CDU em frente a trabalhadores de uma autarquia liderada pelo PCP onde, diariamente, são atropelados os mais elementares direitos dos seus trabalhadores… francamente!

É ofender todos os que trabalham na autarquia com vínculo precário (falsos recibos verdes), alguns há vários anos consecutivos.

É ofender todos os que viram as suas reclassificações sistematicamente recusadas, apesar de estarem a exercer funções de nível superior há mais de seis anos.

É ofender todos aqueles cuja avaliação do desempenho foi nivelada por baixo para permitir classificações superiores àqueles que as não mereciam.

É ofender todos os que têm sido objecto de represálias, nomeadamente os que foram “colocados na prateleira” apenas porque ousaram enfrentar o poder instituído.

É ofender todos aqueles que têm lutado para desmascarar estas situações e, por isso, são ostracizados.

É ofender todos quantos aguardavam por um justo reposicionamento remuneratório (mais ainda num período de crise como se está a viver hoje) e sabem que em 2009 isso não vai acontecer porque a Presidente da CMA assim o determinou.

É preciso mais? Cliquem AQUI.

7 comentários:

Observador disse...

Nas instalações de Vale Figueira trabalha muita gente que não é afecta ao PCP.
Por acaso alguém questionou Ilda Figueiredo sobre essas coisas?
Aposto que não.

Anónimo disse...

Têm toda a razão quando diz que nem todos os trabalhadores são do PCP, ainda digo mais alguns(poucos) são do PCP.
Para mim esta noticia foi novidade de a candidata ilda figueiredo ter vindo a vale figueira.
Mas caro observador acha que algum trabaalhador em pleno átrio de vale figueira tinha a coragem de por alguma questão, que pudesse por em causa a politica do PCP nesta cãmara?
Tenho pena que a maior parte dos municipes não saibam o que é trabalhar nesta câmara.
Só posso falar do antes 25 de abril pelo o que eu sei das historias contadas pelos meus pais ou então o que leio, afinal quando se deu o 25 de abril tinha apenas 10 anos, ainda assim pelo o que eu sei talvez existise mais liberdade de expresão do que agora se pratica dentro desta câmara com as politicas destes comunas.

E.H-Funcionário Municipal

Observador disse...

E.H-Funcionário Municipal

Não há liberdade. Sabemos isso.
Porque quem se atrever a dizer algo contra o sistema fica "queimado". Pelo menos.

Mas Ilda Figueiredo esteve a almoçar no refeitório, espaço adequado para se fazer ouvir.

Compreendo, porém, o seu ponto de vista.

Minda disse...

E. H.:

É muito natural que os trabalhadores se coibam de manifestar a sua opinião. Com o clima que anda pela CMA o melhor mesmo é ficar calado.

É triste, muito triste...

Mas há que quebrar o muro e isso só é possível se se "Juntar forças" para denunciar o que se passa na CMA.

Minda disse...

Observador:

E não é só nas instalações de Vale Figueira que isso acontece. A maioria dos trabalhadores da CMA, no geral, não são do PCP, mas...

Questionar Ilda Figueiredo em público? À frente das chefias? Só se fossem loucos...

Liberdade na CMA? Só se for slogan de cartaz publicitário...

Faustino disse...

Na Cãmara só são do PCP algumas chefias, enquanto durar a CDU (Almada) 2 a 3 anos, e alguns funcionários que tiveram uma rica vida na Cãmara, e aqueles que não fazem nenhum e aparecem sempre onde podem capitalizar algum interesse individuals, são estes os comunistas da Câmara.

Minda disse...

Faustino:

Oportunistas há muitos, infelizmente em todos os quadrantes políticos.

E se temos aqueles que até recebem o aval dos partidos, também aparecem aqueles que todos enganam.

Estas situações têm de ser desmascaradas. Só que para falar é preciso ter provas do que se afirma. Caso contrário "quem se lixa é o mexilhão".

Related Posts with Thumbnails