sábado, 16 de maio de 2009

Adivinha... "tão devotos que eles são"!


Iam subindo a Av.ª 25 de Abril, em Cacilhas, a acompanhar a procissão das velas, logo atrás da imagem de N.ª S.ª de Fátima, que veio visitar Almada no 50.º aniversário do Cristo-Rei. Quem são eles?

46 comentários:

Ogre disse...

Lá dizem eles: assim se vê a força do PC(católico)P.

Ogre disse...

Copiei-te o Post na íntegra, com a devida referência. Espero que não te importes. Acho que é importante divulgar estas coisas o mais possível.
Beijo.

Observador disse...

Acho que o título deveria ser:
"Tão de votos que eles são"

Agora estive bem :)

Jesus não vejas esta imagem disse...

Se jesus viesse à terra ver estas duas criaturas beatas, e os pecados que cometeram ui ui ui

PCP - Nacional disse...

Camaradas comunistas vamos votar nestas duas criaturas? é este o PCP de Almada?

À COCA disse...

Os comudistas, oportunistas camarários e restantes chulos em Almada só para ganharem a câmara até votavam no cardeal cerejeira. Coitados daqueles comunistas verdadeiros que lutaram e sofreram cno corpo a brutalidade do fascismo, se vissem estas imagens destes dois politicos do poder local de Almada.
PCs de Almada já viram porque é que ela quer que continue como nº dois o Matos é so tirarem as ilações. E já agoram viram-na ao lado do Antonio Costa. Tirem novamente outras ilaçoes, e vejam porque é que o PS nunca apresenta ninguém com carisma em Almada,. Não se iludam ela é uma representante do PS de Sócrates vestida de "comunista". a ver vamos no futuro.

EMALMADA disse...

Foram muito bem APANHADOS!
São sem Ponta de Vergonha.
Almadenses!
abram os olhos e vejam do que esta gente é capaz.
Dois actores numa cena onde destoam e onde estão a mais.
Deixaram cair a máscara desavergonhadamente.
Nunca os vimos na tradicional procissão de S. João Baptista ( padroeiro de Almada) a 23 e 24 de Junho.
E ainda há quem diga mal do Cardeal Cerejeira, Homem da Igreja de seu tempo.

Estes dois figurantes da câmara municipal comunista de Almada optaram por revelar o ridículo.

UMA GRANDE TRAPAÇA.

Curisoso ... disse...

D. Ermelinda,

É isto (este tipo de comentários que andam por aqui no seu blog nos últimos tempos) que pretende? É este o seu objectivo?

São só perguntas. Mas a verdade é que se tem a foto é porque também lá estava! Ou não? Foi de propósito para os "apanhados"? Foi só ver? Participou nas cerimónias? Qual foi o seu objectivo?

Não sou católico, por isso abstenho-me de participar nas cerimónias católicas. Mas respeito quem é, e por isso participa! Sem preconceitos, quaisquer que eles sejam.

E porque é que a Presidente da CM Almada (e quem quer que seja mais) não pode ser católico? Porque é que participar nesta iniciativa é razão para dizer mal? Porquê, D. Ermelinda, explique-me lá. E, volto a dizer, você estava lá também, ou não?

O que é que pretende afinal? Porque é triste este post que você publica. É muito triste, porque revela uma intolerância tão absoluta que dificilmente alguém poderá compreender em si.

Desculpe lá, mas tinha que reagir. Você já me conhece ...

Curioso ... disse...

E digo mais: o Em Almada vem aqui consporcar o seu blog e você acha muito bem. Que esse Em Almada minta com quantos dentes tem na boca no seu próprio espaço, ainda vá. É com ele. Mas consporcar o seu? E sem que você reaja?

É que a Presidente da CM Almada é vista com frequência em manifestações religiosas. Na que ele refere, e noutras. E ninguém tem nada a ver com isso, digo eu ...

Quanto ao resto, provocações puras. Das quais você, D. Ermelinda, tinha obrigação de se demarcar, você que é tão solícita a responder aos comentários que são deixados no seu blog...

Só para manter (alguma) credibilidade, digo eu outra vez.

Anónimo disse...

Olha pra eles dois, a Maria Emília e o Curioso! Isto é que é Fé!
Ao que os coitados se sujeitaram para garantir o posto de trabalho... Sim, o posto de trabalho, porque esta crise vai trazer novidades. Ou eu não me chame,
Belzebu

Anónimo disse...

Agora já se percebe porque a Maria Emília ía na procissão de vela na mão atrás da imagem de Nossa Senhora de Fátima ao lado do Sr.vereador Matos.
Foi o cumprimento de uma promessa e prece à Virgem para ressuscitar o "curioso".
O milagre deu-se no dia do 50º Aniversário da Inauguração do Cristo-Rei:
O "curioso" ressuscitou.
Aleluia, aleluia, aleluia.

Minda disse...

Ogre:

Boa... Partido Católico Português. Fica bem!

Minda disse...

Ogre:

Esqueci-me de dizer que, como é óbvio, estavas devidamente autorizado.

Obrigada pela publicidade.

Minda disse...

Observador:

Mas como é que eu não me lembrei dessa? Excelente!

Minda disse...

Jesus...:

Se fossem só estes dois.
Tantos há por aí mascarados daquilo que não são... uma ofensa aos que, verdadeiramente, acreditam e têm fé...

Minda disse...

PCP:

A fé de cada um é a que é. Deve-se respeitar.
Mas quando se desempenham cargos políticos de responsabilidade há que ter algum recato... misturar política e religião numa altura destas, quer se queira quer não, soa a medida eleitoralista.

Minda disse...

À Coca:

Se o PCP, em Almada, está onde está não foi por "obra e graça do espírito santo"... espero que quem vota neles de venda nos olhos tenha coragem de a tirar.

Minda disse...

EmAlmada:

Esta fotografia foi captada mesmo por mero acaso.
Com a multidão à minha frente, limitei-me a esticar o braço e a disparar a objectiva. Só quando cheguei a casa é que, espantada, me apercebi quem ia atrás da imagem da santa.

Minda disse...

Curioso:

Parece-me que, afinal, pretende censurar o que aqui se escreve? Quer ser o único a vir para aqui dizer o que lhe apetece?
Era o que faltava!
As minhas opiniões subscrevo-as identificando-me (e fazem parte dos artigos do blogue e de alguns comentários)...
O conteúdo dos comentários não é da minha responsabilidade. Ficam on-line porque não faço moderação (uma atitude com a qual concordou ou já se esqueceu?)
Quanto ao resto, nem sequer me apetece responde-lhe... estou no meu direito, ou não?

Minda disse...

Curioso:

Quanto ao EmAlmada, vem por cá como o senhor também aparece. Deixa a sua opinião, tal como o senhor deixa a sua.

Aquilo que ambos dizem é da vossa responsabilidade. Se concordo, digo-o, se não concordo também.

Agora não lhe admito é que venha dizer-me como eu devo agir ou deixar de agir. Se quer dar orientações nesse sentido faça um blogue e manda naquilo que por lá se passar.

Minda disse...

Belzebu:

Agora é que fiquei deveras intrigada!

Emília e Curioso?

Minda disse...

Anónimo de 17-05, das 21:16

Será? O anonimato dá para tudo. Pode ser e pode não ser. Mas fica sempre a dúvida...

Observador disse...

Estimado Curioso

O seu estilo de escrita é-me conhecido.
Não vou dizer que sei quem é.
Porque seria mentir e porque não quero que pense que ao dizê-lo estaria a ameaçá-lo.

O que afirmo é que conheço o seu estilo de escrever/falar (entenda como desejar)

Cumprimentos

Ogre disse...

Essa melga do curioso é a Voz do Dono. Se fosse comunista a sério teria vegonha de ver os outros 2 de velinha na mão a apoiarem om tanto fervor e devoção um dos maiores símbolos do Estado Novo. Ou a sua curiosidade não dá para saber que aquela porcaria do monumento é um símbolo salasarista. Monumento à sobrevivência do regime no pós guerra.
Por isso, comunista que o é, e conheço alguns embora começem a rarear, teria vergonha dessas tristes figuras. Não é certamente o seu caso. Duvido até que saiba o que é isso de ser comunista de verdade. Pelo que aqui leio, parece-me que está mis interessado em justificar tachos, que provavelmente partilha, e políticas duvidosas.

Anónimo disse...

A Maria Emília católica?
Só se fôr pelas esmolas que dá com o dinheiro que tira no seu jeito de grande autarca com boas contas, do bolso das famílias almadenses.

Jacinto Santos disse...

Só para dizer que concordo com o que foi dito pelo Ogre em relação ao curioso. Este ogre conhece muito bem o funcionamento desta câmara e dos respectivos oportunistas demagógicos.
Bem haja.....

Curioso ... disse...

D. Ermelinda,

Você tem, de facto, o dom de distorcer o que eu digo. Não pedi censura, nem eufemisticamente falando, moderação nenhuma. Nada disso. Apenas sugeri que você se demarcasse de algumas coisas que aqui são ditas.

Você não se demarca. Está no seu inteiro total direito. Como eu estou no total inteiro direito de interpretar essa sua não demarcação.

Agora, por favor, não confunda as coisas. Demarcar-se é uma coisa, fazer censura (ou eufemisticamente falando moderação) é outra completamente diferente.

Quanto a não lhe apetecer responder-me ao resto, paciência, cá terei que ficar sem resposta ...

Curioso ... disse...

Ogre (que pena, o verdadeiro Ogre até é uma figura bem simpática ...),

Ser comunista é ser inteligente e tolerante. Aquilo que você, manifestamente, não é! Nem uma, nem outra coisa.

Curioso ... disse...

Observador,

Dispenso a sua bonomia. Que me importa a mim que conheça ou não conheça o estilo com que escrevo/falo? Vem aqui dizer-me isso porquê? Não encontrou nada mais interessante? Ou quis mesmo intimidar-me?

Diz que não se atreve a dizer que me conhece. Pudera, porque é que se atreveria a uma coisa dessas? Porque seria mentira, como você diz, ou porque se o dissesse eu poderia ficar a pensar que me estava a ameaçar? Ameaçar de quê? De que é que você me quer ameaçar? Com a mordaça? Com a censura? Com quê?

É que, sinceramente, não consigo perceber o objectivo real desta sua intervenção. A verdade é que a insinuação fica lá, não é?

Mas tire daí o cavalinho da chuva, caro Observador. Porque o seu "estilo" conheço-o eu muito bem. Mesmo esse "estilo" não me assusta, nem com falinhs mansas ...

Anónimo disse...

Ser comunista é ser tolerante? Onde, em Cuba? Na China? Na Coreia?

Os comunistas nunca foram e nunca serão tolerantes, ou então não são comunistas. Ou não foi o Álvaro Cunhal que disse em 1975 que Portugal nunca teria uma democracia parlamentar?

Tão tolerante...

Satanaz disse...

Olha pra eles dois, a Maria Emília e o Curioso! Isto é que é Fé!
Ao que os coitados se sujeitaram para garantir o posto de trabalho... Sim, o posto de trabalho, porque esta crise vai trazer novidades. Ou eu não me chame,
Belzebu

Estou a repetir este comentário, na esperança de mais alguém o ler.
Satanaz

Anónimo disse...

A história por vezes prega cada partida. Li hoje no Público que a construção do Cristo-Rei foi, também, um gesto da Igreja contra o comunismo, como o Papa fez questão de lembrar.

Então a Emília de Sousa e o Matos foram lá celebrar o anti-comunismo da Igreja?

Observador disse...

Sou capaz de compreender e aceitar a presença de Maria Emília na cerimónia de domingo, como representante da CMA.
A de António Matos e de Osvaldo Azinheira já não.
Mas onde vai a patroa...

Bem fizeram Aníbal e Maria Cavaco Silva que não sustentaram conversa com Maria Emília.
Foi visível a célebre mordidela no lábio, repararam?

;)

Observador disse...

Caro Curioso

Você é mesmo intratável.
Ainda que se pretenda "conversar" consigo de uma forma amena e agradável, você não deixa.
O que não me preocupa, acredite.

Escrevo e falo como entendo e como acho que os meus interlocutores merecem.
A si dei o benefício da dúvida. Dei.
Acabou.
Porque o Curioso não merece.

Não vou agora dizer que não lhe responderei daqui para a frente, ou que não interferirei no que você escrever.

E já que conhece o meu estilo (é você que o diz) não se admire se levar o troco com a mesma moeda.

Passe bem. Se fôr capaz.

Anónimo disse...

Acho lamentável a confusão entre o Estado e a Religião. Apoiar um evento como os 50 anos do Cristo Rei, estou de acordo. Que quem acredita participe, também estou de acordo. Que quem tem deveres institucionais participe, também estou de acordo. Mas que se utilize a máquina de propaganda do Município, (uma máquina que nem deveria existir), para colocar o Estado a promover cerimónias religiosas, já acho um pouco demais. E quanto ao PCP fazer uma colagem descarada às festividades, acho no mínimo um absurdo... O PCP profundo deve estar às voltas com tanta fé... Deve ter sido por isso que, num acto democrata, decidiram partir montras aos comerciantes que protestam contra a Câmara!

Minda disse...

Observador:
Parece que o Curioso anda a deixar umas quantas pistas... mas valerá a pena segui-las?

Minda disse...

Ogre:
Até aceito que existam comunistas católicos. Talvez os puristas façam figas a tal coisa, mas a mim não me choca.
Fico, antes, indignada é com a mistura entre religião e política, sobretudo em período eleitoral, contornando aquilo que sempre foram os princípios defendidos pelo partido comunista.
Mas cada um sabe de si…

Minda disse...

Anónimo de 18-5 das 18:24

Não sei, e pouco me interessa, se a presidente da CMA é católica ou não. Apenas tratei com ironia uma imagem que captei por mero acaso.

Minda disse...

18 de Maio de 2009 19:13
Jacinto:
Infelizmente, na CMA existem mesmo muitos oportunistas e demagógicos.

Minda disse...

Curioso:

Ai distorço o que diz? E então o que dizer da sua visão sistematicamente deturpada do que escrevo?
E agora resolve dar lições de moral a quem me visita? Siga o meu conselho: crie um blogue e desabafe… e lá, na sua casa, defenda e/ou critique quem quiser.

Minda disse...

Anónimo de 19-5, das 0:55

No caso de Almada, comunismo rima com muita coisa… mas duvido que seja a tolerância seja uma delas.

Minda disse...

Satanás:
Belzebu, Satanás… minha nossa! E não é que isto está mesmo a ficar num Inferno?
Quanto ao comentário em causa… já a ele respondi lá para trás.

Minda disse...

Anónimo de 19-05 às 0:59
Boa observação!

Minda disse...

Observador:
Concordo contigo.

Minda disse...

Anónimo de 19-5, das 11:02

Faço minhas as suas palavras.

Contudo, retiro a última frase… para afirmar uma coisa dessas é necessário prová-lo, e parece-me que as acusações são baseadas em meras suspeitas, o que não considero justo que se faça.

Observador disse...

Se vale a pena seguir as pistas do Curioso, Minda?
Não é preciso porque ele virá - está quase - "comer" às nossas mãos.

O Curioso teve a possibilidade de me ver o lado positivo. Não quis. Daqui em diante vai ser diferente.

***

Related Posts with Thumbnails