sábado, 22 de agosto de 2009

A política do desespero... ou o PCP no seu melhor!

É notícia de 1.ª página no semanário Expresso de hoje. Dela é a imagem que ilustra este artigo.

Bastou-me ler aquelas linhas para, sinceramente, ficar deveras indignada, ainda antes de conhecer o conteúdo do texto em causa. Mas depois, de ler o artigo de Leandro Martins, intitulado «O Descaramento» inserido no jornal Avante, n.º 1864, de 20-08-2009, fiquei mesmo enojada...

Ao ponto a que chegou o desespero do PCP. Que vergonha!

E não me refiro às atoardas proferidas sobre a análise das palavras de Ferro Rodrigues numa entrevista recente à comunicação social e onde este ex-dirigente do PS propunha um entendimento entre o PS, o PCP e o BE se o resultado das próximas legislativas desse a vitória ao partido do Governo, mas sem maioria absoluta...

É que de tão ridículas acabam por ser abnóxias, politicamente falando. E descaramento tem-no quem assim escreve.

Porquê?

Então para criticar uma ideia de um adversário político, por mais insensata que a classifiquemos, é necessário fazer ligações a processos judiciais que nada têm a ver com o conteúdo da nossa crítica?

Leandro Martins e o PCP, com esta atitude, só demonstram fraqueza política e muita falta de ética ao contrário daquilo que afirmam... E como sabem que estão a perder pontos em terras almadenses, socorrem-se da única arma que julgam poder atingir o PS e desmoralizar Paulo Pedroso: a calúnia velada, indirecta, de insinuações porcas por detrás daquilo que é dito, com duplas leituras nas entrelinhas do que se escreve...

Só o medo de perder a maioria absoluta e talvez mesmo a Câmara Municipal em Almada (quem nos dera que assim seja!) os pode fazer descer tão baixo ao ponto de verem nos outros o reflexo do seu próprio retrato.

Ai “não contem com o PCP para subscrever uma política desta natureza”? Sim, sim! Mas, no entanto, quem anda aos caídos (mas a pender sempre para o mesmo lado, lá nisso são coerentes!) é a CDU que, em Almada, é bom lembrar, até faz coligações pós-eleitorais com o PSD só para manter maiorias absolutas nas freguesias demonstrando um gostinho muito especial por práticas de direita, às vezes a tocar as raias do social fascismo, e de actos ditatoriais mascarados de democracia do faz de conta que é participada.

E não são acordos de circunstância, pontuais, não senhora... Em Cacilhas, por exemplo, CDU e PSD partilham o executivo há dois mandatos sucessivos e com decisões assumidas sempre por unanimidade, segundo informou o Presidente da Junta na última Assembleia de Freguesia.

De quem é, afinal, o descaramento? Mas não me espanta que o PCP diga o que diz... ao fim e ao cabo são peritos em branquear a história para tentar adaptar a realidade e colocar os factos a seu favor!

Pensam que é assim que defendem a Maria Emília e a fazem ganhar as eleições em Almada? Pensam que é com insinuações torpes que diminuem a credibilidade da candidatura de Paulo Pedroso?

Pois continuem a agir assim que em vez de subirem ao pódio acabam enterrados na imundice em que estão a tentar transformar a campanha para as autárquicas...

34 comentários:

Observador disse...

Desespero é o termo que melhor assenta a este gesto, mais um, do PCP.
E nada melhor que o "Avante" (um grito no escuro) para manifestar esse desespero.

É uma vergonha, mais um acto que de irreflectido não tem nada.

E se o PCP olhasse para dentro em vez de fazer cruzadas patéticas?

Helena disse...

Concordando com a Ermelinda que para discutir as ideias políticas não é preciso ir buscar processos judiciais, escrevo sobretudo para comentar as referências do artigo do Avante ao BE.
Para dizer que podem os eleitores do Bloco ficar descansados quanto às opções políticas do Bloco. De facto, acordos com a direita e com quem pratica políticas de direita, como é o caso do PSD e do PS, não serão nunca a opção do Bloco. Nem no parlamento, nem no municipio de Almada!
Como diz o recente cartaz do Bloco, '18 anos é muito tempo!' O Bloco apresenta-se, no país e em Almada, como a alternativa de esquerda.
É por isso que não concordo com aqueles que dizem que vale tudo (até votar PS e nas suas politicas de direita) para acabar com a maioria absoluta do PCP/CDU em Almada.
Por mim, tudo farei para que em Almada, como no país, o PS e o PSD não ganhem e a CDU perca a maioria absoluta!

Observador disse...

Helena
Fará o favor de compreender que votar no BE pode não ser suficiente para acabar com o domínio CDU em Almada.
Não duvido das capacidades do BE mas é o que penso, de uma forma realista.
Não é suficiente para mim retirar apenas a maioria absoluta. Tem que ser feita toda a limpeza.
Cumprimentos

Curioso ... disse...

Tanto desespero (e descaramento) anda por este blog!

Antes de mais, D. Ermelinda, fica-lhe muito bem - mas mesmo muito bem! - usar o seu blog para defender o Dr. Paulo Pedroso. Confirma, apenas, aquilo que eu já sabia. Mas não digo ... Pode crer que o Dr. Paulo Pedroso há-de agradecer-lhe. Caso tenha oportunidade para isso, é óbvio ...

Sobre o que escreve no concreto, o que é que o artigo do Chefe de Redacção do jornal Avante tem de errado, e que a leva a tanta indignação e vergonha, pode explicar-me?

É mentira o que lá está escrito? O Dr. Paulo Pedroso nunca esteve indiciado em qualquer processo relacionado com o infelizmente célebre caso da Casa Pia? O Dr. Ferro Rodrigues não foi, também ele, apontado como eventualmente envolvido nesse processo? Não são ambos políticos? Não foram ambos ministros do Governo da República? Deputados da Nação? Não foi um deles até Secretário-Geral do ... PS!

O que é que aqui há de falso e mentiroso no texto do Chefe de Redacção do Jornal Avante? Ou será que devemos passar uma esponja sobre este assunto e esquecer? Porquê esquecer, D. Ermelinda? Ou pior, porquê ignorar? Ou ainda pior, para quê branquear?

O que pretende D. Ermelinda, afinal? Leu a entrvista do Dr. Ferro Rodrigues? Entendeu o que ele diz? Acha bem que um dirigente, aliás "retirado" há mais de três anos, queira, utilizando subtrefúgios inqualificáveis, vir agora branquear a política do PS no Governo destes últimos quatro anos e meio, fazendo autêntica chantagem barata sobre outras forças partidárias? Acha isso honesto? Ou só acha desonesto relembrar que estes "políticos" (refiro-me a Paulo Pedroso e Ferro Rodrigues) estiveram (ou estão, quem sabe) envolvidos em processos no mínimo indecorosos?

Qual é a sua política, afinal, D. Ermelinda? Pelos vistos, e ao contrário do que diz um dos comentários aqui deixados, o BE (pelo menos pela voz de D. Ermelinda) estará disposto a entrar no jogo do PS, se os eleitores não derem maioria absoluta a este partido. Porque se derem, para o BE também tudo bem na mesma ...

Ora, ora, D. Ermelinda, você cada vez revela mais a sua mentalidade anti-comunista primária, que é a única coisa que a move! Essa é que é a verdade absoluta!

Ou será apenas uma questão de falsa moralidade? D. Ermelinda acha mal que a questão do procesos da Casa Pia seja trazida à liça porquê? Não foi em pleno exercício das sua funções políticas que Paulo Pedroso se viu envolvido neste processo? Não era Deputado da Nação quando foi detido? Então, onde é que a política, afinal, fica de fora?

Além disso, D. Ermelinda, porque é que em Almada o Dr. Paulo Pedroso elege a CDU e o PCP como inimigos públicos número um (não são adversários, são mesmo inimigos!!!), mas depois, para salvar o PS, a CDU e o PCP já têm que servir a nível nacional? Acha isso eticamente correcto, D. Ermelinda?

Finalmente, só uma mente profundamente delirante e doente (sim, doente porque cega) pode ler nas palavras do editorial do Jornal Avante a defesa de uma candidatura a ... Almada! É, de facto, o cúmulo do absurdo: o texto do Chefe de Redacção do jornal Avante só foi escrito e publicado porque o PCP está com medo de perder a Câmara Municipal de Almada!!!!! Imagine-se só!

Tanto disparate junto, D. Ermelinda!

Mas ficamos a conhecer melhor as verdadeiras intenções do BE: o poder, o poder, o poder! Coisa que, aliás já sabíamos; desde que o líder Francisco Louçã afirmou o seu grande objectivo de vida - ser 1º Ministro de Portugal!

Anónimo disse...

Contrariamente ao habitual, este comentário não é dirigido ao autor do artigo mas ao comentador que dá pelo nome de Curioso.

Caríssimo senhor... peço-lhe apenas, e com todo o respeito que parece-me não ter pela Minda e pelos leitores deste blogue, que nos esclareça uma questão que nem sequer abordou na sua resposta:
Afinal é verdade ou não que CDU/PCP e PSD estão coligados no excutivo de Cacilhas? Os factos estão aí e são indesmentíveis... A CDU/PCP partilha o executivo da Junta de Freguesia em Cacilhas há cerca de oito anos (com Miguel Salvado em 2001-2005 e agora com Teresa Heitor, ambos do PSD)...
Quem é que só vê o poder à frente ds olhos? Quem é, diga lá!
Hugo

Rui disse...

Esta abominável criatura que dá pelo nome de Curioso é mesmo hipócrita.
Mas será que este ser abjecto tem consciência daquilo que escreve?
Bem faz a Minda em não lhe responder.

Analista disse...

Temo que o vírus da escabrosidade tenha regressado a este blogue.
Assim me faz crer a insegura afirmação de um tal Curioso.
Uma espécie de ser humano que não se preocupa em mentir e mesmo de ofender.
O fado continua.
Diga lá Curioso. Paulo Pedroso e Ferro Rodrigues foram indiciados ou acusados?
É ou não verdade que este artigo do chefe de redacção do "Avante" aparece estrategicamente colocado no tempo?
Têm ou não razão as pessoas sérias que ao contrário de si querem o preto no branco e não a defesa do indefensável?
Curioso, você roa as unhas homem.
Deixe-se ficar atrás da sua secretária a assinar uns papéis e não diga mais barbaridades.
Irra! Estou farto da sua deselegância.
Ainda se tivesse uma ponta de razão...

Liberdade disse...

Compreendo a posição da candidata do BE à CMA, mas temos de ser realistas, tal como diz o Observador.

A única candidatura capaz de vencer a ditadura estalinista da CDU/PCP é a do PS. Isto não quer dizer que a do BE não tenha utilidade. Tem e é bem capaz de retirar a maioria absoluta à CDU/PCP.

Mas sejamos claros, retirar-lhes a maioria é pouco, é preciso colocar o PCP na oposição.

Almada precisa de mudar de políticas e da continuação da CDU/PCP coligada com o PSD. Sim, porque se perder a maioria vai coligar-se a seguir com o PSD. Neste cenário a mudança será apenas superficial.

Por isso a solução é votar no BE para tirar a maioria absoluta e no votar no PS para derrotar a CDU/PCP.

Maria disse...

Olá Curioso... sim, é contigo!
Com estas investidas deves gostar de te mostrar viril, não é?
Mas olha que os tiques de "sado" são bem visíveis...
Vens aqui tanta vez e só levas porrada, deves gostar a valer hem?

Quanto ao artigo da Minda só tenho a dizer que concordo. Inteiramente!

Se até um arguido é inocente até ser condenado, então o Paulo Pedroso que nem chegou a ir a julgamento por falta de provas tem de andar a ser condenado toda a vida? Francamente...

E vergonhoso é o PCP aliar-se com o PSD. Isso sim é contranatura. Mas estranho? Não! Ao fim e ao cabo o "social fascismo" é uma direita encapotada de esquerda. Por isso se dão ambos tão bem... Só enganam os surdos e os cegos.

Mas em Almada é preciso reirá-los do poder. Como diz o Liberdade, só estaremos libertos colocando-os na oposição. E o único partido que tem condições para ganhar a CMA é, de facto, goste-se ou não, o PS.

O papel do BE é fundamental, também. Todavia, não podem almejar mais do que um vereador. É preciso ser realistas.

E deixar a CDU/PCP no poder é dar-lhes a hipótese de se coligarem com o PSD e voltarem a ter maioria absoluta. Já têm tudo preparado para o efeito, ou julgam que as experiências como a de Cacilhas têm sido o quê?

Abram os olhos e em 11 de Outubro votem PS e BE. Não se abstenham. Vamos retirar a CDU/PCP da Câmara de Almada.

Maria disse...

Olá Curioso, sou eu de novo...

Deves ter reparado, mas há pouco enganei-me... Era "maso"! "Maso" que eu queria dizer. Evidentemente, deves ter percebido logo, não?

Curioso ... disse...

Só vou responder ao anónimo Hugo. Aos outros, o despreso absoluto, devido a quem apenas sabe insultar.

Um blog é, pela própria natureza das coisas, um espaço de diálogo. Diálogo é, também pela natureza das coisas, a diferença de opiniões. Sem esta, não há diálogo.

Este blog não é "especial", portanto tem que ser, também ele, um espaço de diálogo, não de monólogo.

É apenas por essa razão que me mantenho aqui com as minhas opiniões. Porque ao contrário do que você diz, anónimo Hugo, respeito a autora deste blog. Tanto respeito que venho aqui com frequência, deixando registado o que penso. Se não a respeitasse, mandava-a a uma certa parte (que você sabe bem qual é), e deixava-a a falar "sozinha". Mas não é isso que eu faço, o que revela respeito, de facto.

Por isso, acho que se equivocou, caro anónimo Hugo. Confundiu respeito com subserviência. E isso, de facto, não sou! Subserviente, nunca!

E antes de responder à sua questão concreta, uma última nota. Cuidado, amigo anónimo Hugo. Cuidado, não abra o flanco. Pensar que discordar de alguma coisa que outros dizem é falta de respeito é muito, muito perigoso. O pensamento único é desumano. E se você pensa que eu, ao discordar da D. Ermelinda, estou a ser desrespeitoso, então é porque você entende que o pensamento da D. Ermelinda é o "único". Isso é perigoso, caro anónimo Hugo, muito perigoso!

Respondendo agora à sua questão. Podia perder aqui muito tempo a explicar-lhe a diferença entre uma coligação e um entendimento pós-eleitoral. Mas não vou perder esse tempo, porque é minha convicção plena de que você sabe muito bem qual é a diferença entre as duas coisas.

Por isso, limito-me a recomendar-lhe de novo cuidado: muitas vezes aquilo que parece fácil para atingirmos determinados objectivos, torna-se muito complicado. É que não há, nunca houve, e estou certo que nunca haverá, qualquer coligação entre a CDU e o PSD. Nem em Cacilhas, nem noutro ponto qualquer do nosso país! E o acordo pós-eleitoral com o PSD em Cacilhas, que não é único aliás no Concelho de Almada e noutros Concelhos do País, representa apenas que, mesmo perante divergências ideológicas - que ninguém de bom senso ousará sequer colocar em causa -, foi possível estabelecer um entendimento que tornasse governável a Freguesia de Cacilhas. Isso deve ser louvado, não criticado, caro anónimo Hugo!

Mais ainda. Estaria o BE (e aqui, com toda a propriedade, D. Ermelinda) disposto a estabelecer um acordo deste tipo com a CDU para tornar gerível a Freguesia de Cacilhas? Esta é que é a pergunta que se deve fazer! Estaria o BE disponível para este acordo? Porque, de facto, os eleitores de Cacilhas votaram maioritariamente na CDU, ou não?

Afinal não resisto. Uma tal Maria, que ainda por cima me trata por tu como se me conhecesse de uma vida inteira ..., também se me dirige directamente. Por isso, a quebra da promessa inicial.

"Maso", D. Maria? Eu? Você também defende o pensamento único, é isso? Acha que me afecta alguma coisa vir aqui e ter a D. Ermelinda travestida de outras personagens (como D. Maria?) a "bater-me" forte e feio? Acha que devia calar-me por esse facto? Nem no pior do fascismo me calei, quanto mais agora que vivemos em "democracia".

Tira (esta é para pagar na mesma moeda) lá o cavalinho da chuva, D. Maria. O que tu queres sei eu muito bem o que é, mas de mim não levas nada! Nada!

Curioso ... disse...

Analista,

A única razão que me leva a este comentário dirigido a si é o rigor das coisas.

Paulo Pedroso não apenas foi indiciado (não será que ainda é????), como esteve preso! Foi preso em pleno Parlamento da República, com as câmaras das televisões a cobrirem o caso intensamente, num momento em que desempenhava o seu papel de "representante" (??????) do Povo deste País!

Ferro Rodrigues nunca foi indiciado, e eu nunca o afirmei. Apenas escrevi que Ferro Rodrigues foi apontado como eventual envolvido neste processo. E isto é mentira, caro Analista? Ora analise lá melhor ...

Caro Analista, penso que não faz grande juz ao nick que escolheu. Tente lá analisar melhor, antes de falar ...

Minda disse...

Observador:

Amigo, concordo inteiramente contigo quanto dizes que este acto nada tem de irreflectido. Mas é evidente que não.

Minda disse...

Lena:

Sabes que preso, e muito, a tua opinião. Sabes que no BE, em Almada, és aquela com quem melhor sei trabalhar. Sabes, também, não preciso de aqui dizê-lo, que o nosso trabalho conjunto tem dado sólidos frutos em Almada e, no futuro, estou certa disso, vai continuar a ser ainda mais profícuo.

Mas temos posturas diferentes em relação a alguns assuntos e isso é saudável, pois sabemos respeitar as nossas diferenças e temos discernimento suficiente para ceder quando achamos que a outra é que tem razão. Talvez por isso mesmo juntas somos bastante fortes e isso assusta muito boa gente.

Também não acredito na política do "vale tudo", como sabes. Acredito que é possível fazer política com ética e tento sempre cumprir esse princípio. Mas em relação à gestão da CDU/PCP em Almada sou bastante mais crítica do que tu e considero que devemos assumir, frontalmente, que não basta retirar-lhes a maioria absoluta. Isso é pouco, muito pouco se queremos, de facto, mudar a política autárquica em Almada.

E não se trata de anticomunismo primário como alguém aqui bastas vezes tenta fazer passar... mas é, com toda a certeza, uma grande convicção de que este PCP (ou esta CDU) em Almada, enquanto liderada pela Maria Emília e alguns seus camaradas mais conservadores, é tudo menos um partido de esquerda, estando até mais próximo da direita do que o PS que tantos criticam (e eu também, no que tenho de criticar... mas há que distinguir o PS deste Governo e o PS na autarquia almadense... apesar de tudo são diferentes).

E digo isto sem preconceitos, mas a título pessoal. Por isso, o escrevo no meu blogue particular e não naquele que mantenho como eleita da Assembleia de Freguesia de Cacilhas, de cariz político e partidário, em representação do Bloco de Esquerda.

Assim como não tenho qualquer problema em afirmar que só há uma hipótese de colocar a CDU/PCP no lugar certo (na oposição): é o PS ganhar as eleições pois este é o único partido com capacidade eleitoral para tal! Porque se a CDU/PCP ganha mas sem maioria absoluta, num instante faz um acordo pós-eleitoral com o PSD e lá tínhamos a mesma maioria de sempre, com as asneiras do passado a repetirem-se e o caciquismo a perpetuar-se no horizonte.

Porque decerto não me quererão convencer que a CDU/PCP se irá entender com o BE para governar Almada. Nem eles o fariam nem o BE, estou em crer, o aceitaria, conforme assim deduzo do que têm sido as orientações da Mesa e da Comissão Política Nacional.

Apesar de ser uma bloquista convicta (tendo até participado no processo de constituição do BE em Almada), tenho de reconhecer que não tendo nós hipóteses de vir a ganhar a CMA em Outubro próximo (como um dia acredito vamos chegar a ter) resta-nos, para já, desempenhar um papel muito importante, fundamental no que toca à garantia do cumprimento dos princípios democráticos, da legalidade e da justiça social: sermos uma oposição consciente em todos os órgãos colegiais autárquicos do município (Câmara e Assembleia Municipal e Juntas e Assembleias de Freguesia), fiscalizando, de forma objectiva e competente, o comportamento de quem quer que esteja no poder (PS ou CDU/PCP). Por isso somos a esquerda de confiança, a esquerda que acredita nas pessoas e tudo fará para transformar Almada num concelho de cidadania plena.

Minda disse...

Observador:

Concordo contigo, mais uma vez. A limpeza tem de ser integral. Além disso a CDU/PCP já está há tempo demais na cadeira do poder...

Minda disse...

Caro Curioso:

Apenas umas breves palavras.

Defendo o Dr. Paulo Pedroso, ou outro político qualquer na mesma situação, sempre que o PCP ou quem quer que seja apareça a usar argumentos de índole pessoal em vez de contrapor com questões políticas.

Quanto ao resto da sua conversa não merece que lhe dê atenção.

Minda disse...

Hugo:

Dirigiu-se directamente ao Curioso mas não posso deixar de responder-lhe a si.

Para lhe dizer, apenas, que concordo com as suas palavras. A CDU/PCP tem vindo a jogar com dois pesos e duas medidas e ainda por cima quer ter razão... coligados, em parceria, seja lá como for, alegando questões de gestão ou outras, o certo é que não se importam de partilhar o poder, lado a lado, com a direita...
Que moralidade têm para virem, depois, criticar hipotéticos acordos, cenários que nem sequer se colocam, entre o PS e o BE?
Hipocrisia da melhor!

Liberdade disse...

A CDU/PCP tem cada vez menos influência na sociedade portuguesa porque os portugueses há muito tempo que recusam ser governados em regime totalitário. Os resultados da CDU/PCP nas eleições são demonstração disso:

Passaram de 44 deputados em 83 para 14 em 2005.

Europeias 2009 – 379787 votos

Legislativas 2005 – 433369 votos

Legislativas 1999 – 487058 votos

Legislativas 1995 – 506157 votos

Legislativas 1987 – 689137 votos

Legislativas 1985 – 898281 votos

Legislativas 1983 – 1031609 votos

Como tem aumentado o número de eleitores a queda do PCO é ainda mais notória.

Também em Almada só vencem por causa da grande abstenção nas autárquicas. Portanto é preciso aproveitar o impulso da proximidade das legislativas para conseguir uma grande votação no dia 11 de Outubro.

Com uma grande votação no dia 11 de Outubro vamos colocar o PCP no único sítio onde estão bem: na oposição.

Vamos votar no BE!

Vamos votar PS!

VAMOS FAZER DO DIA 11 DE OUTUBRO O DIA DA LIBERDADE EM ALMADA!

Minda disse...

Rui:

Pois é. O que ele merece mesmo (o Curioso) é que o ignoremos...

Liberdade disse...

Ao Curioso, se tem um pouco de seriedade na análise, gostaria de lembrar que na Bélgica houve um político com a vida arruinada por causa dum processo de pedofilia que depois se veio a descobrir que tinha sido totalmente montado. Quando foi declarado INOCENTE tinha a vida estragada para sempre.

Há um filme chamado "Em nome do pai" que retrata o caso verídico dum irlandês condenado à prisão por terrorismo e pertencer ao IRA, quando uns largos anos depois a polícia inglesa veio a concluir que o homem era totalmente INOCENTE, nada tinha a ver com o IRA ou com terrorismo, apenas tinha estado no local errado no momento errado.

Este preso grande parte da sua vida e quando foi finalmente libertado o estado inglês teve de pagar-lhe uma indemnização.

São conhecidas nos EUA as condenações que anos mais tarde, com novas investigações, se provam que condenaram inocentes.

É verdade que o Dr. Paulo Pedroso este preso preventivamente e não por qualquer condenação da Justiça, que veio depois a considerar como ERRO GROSSEIRO a decisão do juiz que decretou a prisão preventiva e o Estado Português foi também condenado a pagar-lhe uma indemnização.

O artigo do Avante! é da mais baixa política que já vi e totalmente repugnante e espelha o medo da CDU/PCP em perder o bastião financiador que é Almada.

Minda disse...

Analista:

Com gente deste calibre como o do Curioso só há uma coisa a fazer... é não ligar aos dislates que escreve e ADIANTE!

Minda disse...

Liberdade:

Concordo plenamente consigo.
É preciso mais do que retirar a maioria absoluta ao PCP... é preciso tirá-los, definitivamente de lá.
E se a única força política capaz de o fazer é o PS, então que sejam eles a ganhar as eleições.
O BE cá estará para fiscalizar a sua actuação e fazer valer as opiniões que julgamos mais acertadas, por isso, o BE é importante.
O BE é, na minha modesta opinião, aliás, o voto certo, o voto de futuro mas, por enquanto, ficamos na oposição onde exerceremos o nosso papel com toda a dignidade.

Minda disse...

Maria:

Confesso que não gostei do tom brejeiro como começou o seu comentário. E preferia que doravante se voltasse a aparecer por cá não o utilizasse.

Quanto ao resto do seu comentário, tenho a dizer que concordo consigo e faço minha a sua pergunta:
Se até um arguido é inocente até ser condenado, então o Paulo Pedroso que nem chegou a ir a julgamento por falta de provas tem de andar a ser condenado toda a vida?

Assim como concordo em que é preciso retirar a CDU/PCP do poder e colocá-los na oposição conforme já aqui disse claramente.

Minda disse...

Caro Curioso:

Desprezo escreve-se com "z" e não com "s"...

Anónimo disse...

Caso Burno Curioso/Ermelinda:

Helena, D. Ermelinda é sensata e pragmática e não é anticomunista; Paulo Pedroso não vê no PCP um inimigo mas sim um adversário e pretende atingir a Justiça social com recurso a meios menos violentos.
Junto-me ao Liberdade e apoio as posições da Ermelinda. O desespero faz entrar os curiosos nesta forma de se segurarem no galho do poder.
Não vão largar esta forma de estar nesta campanha.
Ermelinda,O seu civismo e empenhamento na causa pública talvez venham a ser reconhecidos pelos seus eleitores.
Osborne

Analista disse...

O Curioso está a defender a sua posição. Ou seja, a defender com unhas e dentes, o "tacho" que detém e que pode estar em risco a partir de 11 de Outubro.
Não me preocupo com gente como o Curioso. Não me atinge nem mesmo quando diz que não faço jus ao nick que escolhi.
Disse você que nunca veio aqui para ofender. Nunca? Ora rebobine.
Mas desta feita ofendeu.
Observe esta sua "bacorada" em copy paste, quando se dirigiu ao comentador Rui:

"...mandava-a a uma certa parte (que você sabe bem qual é)..."

É claramente uma intenção despudorada e mal intencionada e pretende fazer o dois em um.
Ao Rui, quando afirma que ele sabe bem qual é (a parte) e à Maria, quando admite mandá-la para lá.

A isso chama-se falta de educação o que em si não me espanta.

Curioso, vá ver se eu estou ali.

Analista disse...

Ah!
Ainda para o Curioso. Quando voltar pode "assinar" como Presidente.De qualquer coisa.
Ninguém se importa. Assim como ninguém lhe liga.
Agora e muito menos depois de 11 de Outubro.

Curioso ... disse...

O anlaista continua a não ser capaz de analisar coisa nenhuma!

Não disse jamais que "mandava alguém a uma parte que você sabe bem qual é". Disse que se não andasse por aqui com respeito, seria isso que eu faria. Portanto, Analista, primeira análise errada.

Depois os insultos. Então "abominável criatura", "hipócrita", "ser abjecto" (estas escritas em relação a mim por Rui), "espécie de ser humano", "têm ou não razão as pessoas sérias que ao contrário de si" (estas escritas, também em relação a mim, pelo Analista) são o quê? Elogios?

Mas mais importante do que isso, é que este Analista continua a não conseguir analisar rigorosamente nada. Não respondi ao Rui, mas ao anónimo Hugo; não disse que o meu respeito era em relação à Maria, mas sim em relação à D. Ermelinda.

Só disparates, Sr. Analista. Só disparates!

Curioso ... disse...

Ah, Analista, já fui ver. E você não está. Não está em lado nenhum ...

Analista disse...

Curioso, deixe-se de exercícios que de mentais nada têm. Nem podem ter.
Estou a ser mauzinho ao admitir que você pudesse fazer exercícios mentais.
Como se um inútil pensador pudesse ser capaz de os fazer.
Você é um engano da Natureza.
Como diz o Pacheco Pereira, "quem nasceu para lagartixa nunca chega a jacaré".
Você nasceu aberração e daí tende a piorar. O que é muito grave e pouco abonatório.

Tem razão o Rui quando diz que "abominável criatura", "hipócrita", "ser abjecto" são termos que assentam ao Curioso que nem uma luva.
Bem como o que eu escrevi "espécie de ser humano".
Reafirmo letra por letra.
Porque você é isso tudo e algumas coisas mais.

Tenha vergonha e vá p'ra dentro.
Mas agasalhe-se.

No post seguinte vê-se o seu nervosismo.
É só ler.

Minda disse...

Liberdade:

Contra factos não há argumentos. Os números falam por si.
Obrigada por nos deixar aqui o verdadeiro retrato do que tem sido a evolução da votação no PCP.

Minda disse...

Osborne:

Obrigada pelas suas palavras.

Apesar dos "curiosos" que por aí andam, ainda acredito que é possível mudar o mundo (mesmo aqui à nossa pequena escala).

Minda disse...

Analista:

Se aqui aparecesse com a sua verdadeira identidade (Presidente de qualquer coisa... gostei dessa!) esse senhor Curioso deixaria muita gente envergonhada (bem, ou se calhar não! sobretudo os seus camaradas que pensam de igual modo) pois o cargo que decerto ocupa é que o faz andar anónimo.

Minda disse...

Analista x Curioso:

Analista - 1
Curioso - 0

Há pessoas que se julgam superiores mas já não enganam ninguém.

Related Posts with Thumbnails