sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Caderno reivindicativo da DECO - esclarecimento





Reparei que o artigo de ontem, sobre o caderno reivindicativo da DECO dirigido a todos os candidatos ao cargo de Presidente de Câmara em todos os municípios do país, conforme anunciado no jornal Diário de Notícias que também aqui vos trouxe, está a levantar alguma celeuma, nomeadamente com insinuações torpes de um comentador habitual deste espaço dizendo que o mesmo é uma falsificação.

Como agora não tenho tempo para responder aos comentários (apenas o farei no fim-de-semana), e para que não restem dúvidas sobre a origem deste documento, deixo-vos aqui a carta que foi enviada à candidata do Bloco de Esquerda remetendo, por correio electrónico, o relatório intitulado «Por uma política de defesa dos consumidores no município de Almada» e bem assim o seu resumo designado por «sumário executivo».
Quem tiver dúvidas, pode e deve contactar a DECO através de qualquer um dos meios indicados na comunicação acima identificada.

9 comentários:

Curioso ... disse...

D. Ermelinda,

Não perca mais tempo a responder-me. Pelo menos sobre esta matéria; estou perfeitamente esclarecido.

"Estas são algumas das recomendações da DECO à Câmara Municipal de Almada.", escreveu você no post que eu comentei. Mentira! Mentira, duas vezes!

Estas recomendações não foram dirigidas à Câmara Municipal de Almada, foram, como você própria confirma agora neste post, dirigidas à candidata do Bloco de Esquerda a Presidente da Câmara Municipal de Almada nas próximas eleições de 11 de Outubro. O que é completamente diferente! Por isso, você mente descaradamente.

E há mais, D. Ermelinda. Ontem, as recomendações da DECO eram para a Câmara Municipal de Almada. A capa que publicou assim o afirmsava. Aquilo que você escreveu da sua lavra, não deixa, igualmente, qualquer margem para dúvidas sobre esta questão. Mas a verade, D. Ermelinda, é que na carta dirigida à Drª Helena Oliveira, que você hoje publica, não se refere uma única vez a Câmara Municipal de Almada. Refere-se, tão somente, a candidatura da Drª Helena Oliveira. Mais uma vez, você mente descaradamente!

E ainda mais. Hoje, afinal, as recomendações da DECO foram dirigidas a todos os candidatos a Presidentes de Câmara do país nas próximas eleições autárquicas. Portanto, ao contrário do que você escreve com todas as letras, não está em causa o Município de Almada - ou qualquer outro especificamente - mas os candiatos a presidentes. Este facto reforça, apenas, o carácter profundamente mentiroso do seu post de ontem.

Finalmente, você não perde a oportunidade para me insultar, mas o insulto é extemporâneo, pelo que atrás fica dito. Sinceramente, a minha vontade era responder-lhe à letra. Mas não o faço, porque sou bem educado, ao contrário de si.

Para mim a política tem que ser uma coisa séria. Podemos discordar, podemos ter e defender projectos diferentes (não estou a afirmar que você tenha um qualquer projecto, que não tem, você é apenas contra esta maioria ...), mas temos que ser sérios. Você, e está perfeitamente demonstrado por si própria, não é séria, não se comporta de forma séria, não sabe o que é estar na política de forma séria.

Por isso, D. Ermelinda, não perca mais tempo a responder-me o que quer que seja. Está tudo, absolutamente tudo, esclarecido.

Quanto ao documento da DECO, é uma iniciativa que respeito, como respeito todos os contributos dados de forma séria à construção de uma sociedade melhor e mais justa. Estou certo que aquele documento - que não vou comentar - foi elaborado com a melhor das intenções por parte dos dirigentes da DECO. Por isso estou certo, também, que aqueles dirigentes não ficarão nada satisfeitos com a sua tentativa de aproveitamento absolutamente ilegítima do contributo que tentaram dar no quadro das próximas eleições autárquicas.

Aguardo, naturalmente, a resposta que a DECO irá seguramente dar ao contacto que estabeleci ontem. Nessa altura, provavelmente, voltarei ao assunto. Até lá, repito de novo, não se canse, D. Ermelinda, não perca tempo a responder-me. Estou absolutamente esclarecido.

Analista disse...

Por uma vez, o Curioso tem razão quando diz que NÃO VALE A PENA PERDER TEMPO A RESPONDER-LHE.

Carmem disse...

Minda, não ligue à conversa ordinária deste senhor Curioso.
Vê-se mesmo que o PCP está completamente enlouquecido e só por isso se permite mandar um seu apaniguado vir aqui deixar opiniões destas.
Uma vergonha!
Então a Minda mente? Mas que cabeça tão baralhada... que confusão ali vai.
Muito bem... a Dr.ª Helena Oliveira agor é a "autarquia" e o município" que a DECO refere no caderno? Mas que coisa tão ridícula..
O que esta gentinha é capaz de dizer só para tentar denegrir a idoneidade dos adversários.
Francamente. São atitudes destas (que classifico de nojentas, porcas e intoleráveis) que denigrem a nossa democracia e fazem d política a pouca vergonha que acaba por ser aos olhos dos cidadãos...
Que tristeza.

CAROLINA GOUVEIA disse...

O Curioso é um fantoche que deve estar com medo de perder o tacho. Minda a democracia é feita de pessoas como a senhora.
Vou votar no partido que defende. Nos comunistas de almada jamais, então com estes fanáticos de trazer por casa.Este senhor vende-se à emilia e ao carreiras ambos reacionários e que fizeram a cama ao operário José Vieira. Onde ele estiver que os castigue pela humilhação que lhe provocaram

Anónimo disse...

Minda, disseste que respondias no fds e ainda não vi nada...não me digas que tambem és do "Conversas da Treta"!!!
Explica porque disseste que estas recomendações eram para a CMA quando sabias que eram generalistas...
Á Minda Team informo que não conheço a Minda e que só comento porque não concordo com manipulações de informação em proveito proprio...Cumps

Minda disse...

Analista:

Concordo inteiramente.

Minda disse...

Carmem:

É mesmo uma tristeza. Por isso, não adianta comentar atitudes destas.
Os actos e as opiniões aqui ficam registados para quem quiser, de forma imparcial, analisar os comportamentos dos intervenientes...

Minda disse...

Carolina:

Juízos de valor á parte, julgo que o desespero de poder vir a perder a maioria absoluta está a deixar muita gente no PCP/CDU com os nervos em franja.

Minda disse...

Anónimo:

Disse e estou a fazê-lo. Não tenho o tempo disponível que gostaria de ter e, por isso, só agora me foi possível responder aos comentários. Espero que compreenda. E até à meia-noite é fim-de-semana. Ou não?

"Conversas da treta" até que era um programa bastante interessante... humor inteligente, com mensagem nas entrelinhas. Mas só alguns o sabiam interpretar.

Não concorda com manipulação da informação? Pois eu também não!

E se fosse esse o meu objectivo, não acha que seria muito mais eficaz fazer a notícia e nem sequer publicar o "sumário executivo"? Não teria sido melhor deixar que os leitores imaginassem o que quisessem?

E nem tão pouco teria publicado a carta que acampanhou o relatório. Não acha?

Há, aqui, uma confusão qualquer que não estou a entender. Ou, por outra, entendo bem demais mas prefiro não adiantar conversa porque não vale a pena.

Será que o caderno reivindicativo não era dirigido ao município de Almada? Será que a palavra Autarquia e Câmara se refere a uma estranha entidade que não se sabe quem é apenas porque as conclusões podem ser aplicadas a muitos outros casos no país? Isso tira legitimidade ao seu conteúdo.

Ou, melhor dizendo, uma recomendação que possa ser coincidente com vários municípios, branqueia a gestão de cada um? Essa, para mim, é novidade: a de que as observações e críticas que se fazem a um executivo municipal tenham de ser em regime de exclusividade e personalizadas para que se acredite que são verídicas. Não sabia que a generalização anulava a especificação. Estamos sempre a aprender, de facto.

Que eu saiba, tem toda a lógica enviar um caderno reivindicativo como este que a DECO elaborou aos candidatos ao cargo e não dirigi-lo ao actual executivo pois o que se pretende é que os programas eleitorais tenham em conta as reivindicações e se possa, no próximo mandato, alterar as posturas menos correctas da gestão autárquica presente e pugnar pela defesa efectiva dos direitos dos consumidores no futuro. E como não se pode adivinhar quem ganha as eleições... além disso, como todos os candidatos o receberam, se quem ganhar não ligar ao que a DECO propõe há sempre a possibilidade de a oposição o não fazer esquecer.

E no meio disto tudo, já alguém se lembrou de analisar o caderno da DECO e discutir, seriamente, o seu conteúdo. Alguém já tentou verificar se cada recomendação faz sentido em Almada ou não? Alguém já procurou reflectir sobre as reivindicações apresentadas?

Quando o fizerem, voltaremos a conversar.

Related Posts with Thumbnails