segunda-feira, 19 de fevereiro de 2007

"Esperteza saloia" II

Rua Elias Garcia, em Cacilhas.


E aqui fica outro abuso... e, mais uma vez, de um comerciante local. Em plena zona de estacionamento condicionado devido às obras do MST, há quem insista em ocupar os poucos lugares existentes para os residentes das mais variadas formas.

No exemplo anterior, socorreram-se das baias metálicas da autarquia e "desviaram-nas", oportunamente, para outros fins... aqui, são os caixotes da fruta que, além de ocuparem o passeio (impossibilitando a circulação, por exemplo, de uma cadeira de rodas ou de um carrinho de bébé), ainda são colocados no meio da estrada para garantir espaço extra para a mercearia e, quiçá, sítio certo para cargas e descargas ou arrumação para o carro do proprietário (e/ou amigos, sabe-se lá), sempre que for conveniente.

E, ao que parece, segundo me informaram alguns moradores, aqueles caixotes ali ficam de dia e de noite, mesmo vazios, não vá o diabo tecê-las e na manhã seguinte algum carro estar a ocupar o sítio.

Será que o comerciante paga uma taxa dupla pela ocupação da via pública? Duvido... até porque não existe qualquer placa sinalizando essa possibilidade ou sequer quaisquer marcas no piso indicando essa hipótese (de estacionamento reservado, pois então).

Mas esta gente pensa que tem direito a tudo? Ou agem assim porque sabem que a autarquia fecha os olhos e permite que situações como esta - na freguesia este não é caso único - continuem impunes?

Sem comentários:

Related Posts with Thumbnails