terça-feira, 7 de agosto de 2012

Quinta dos Travassos (Lousa, Loures)


A Quinta dos Travassos foi comprada em 1948 ao médico Damas Mora pela Junta de Província da Estremadura e em 1955 foi cedida ao Instituto de Apoio aos Inválidos para nele instalar um centro para crianças cegas. Após o 25 de Abril aquela entidade foi extinta e a gestão do equipamento passou para a Segurança Social que, entretanto, abandonou o projeto e as instalações, embora nunca tivesse, formalmente, denunciado o contrato de arrendamento.
Em 1991 o Vice-Governador Civil de Lisboa, à época presidente da Assembleia Distrital de Lisboa (entidade que herdou o património da JPE) tentou rescindir o contrato e chegar a acordo com a SS para venda do património mas consta que a SS não aceitou.
Com a entrada em vigor do DL 5/91, de 8 de janeiro, a Quinta dos Travassos, ou Vila Itália, também conhecida como Casa de Saúde da Lousa, passou a ser gerida pelo Governo Civil de Lisboa que simplesmente se esqueceu que aquele património existia e acabou deixando que a degradação chegasse ao ponto que as fotografias documentam.
Por isso, se há responsáveis pelo que está à vista de todos eles são a Segurança Social e, em particular, o Governo Civil de Lisboa. Como este último foi, entretanto, “extinto”... mais um crime contra o património que vai ficar por penalizar.

Sem comentários:

Related Posts with Thumbnails