segunda-feira, 20 de julho de 2009

Belo cartão de visita


À entrada da vila de Porches (concelho de Lagoa, Algarve) encontra-se este empreendimento turístico inacabado e abandonado há mais de uma década.
Incompreensível!
Ninguém me sabe explicar o que aconteceu, ou melhor, existem várias versões sobre o assunto entre elas a falência do empreiteiro e a fraude e fuga do proprietário...
Certo é que os edifícos ali estão a degradar-se, a servir de abrigo a marginais, e a mostrar a incapacidade da administração local para resolver situações destas.
Até quando?

8 comentários:

Observador disse...

Toma nota.

Falência do empreiteiro e a fraude e fuga do proprietário...

Isto digo eu que nem percebo nada de faz-de-conta.

Minda disse...

Observador:

Quiçá mais uma daquelas histórias onde se mistura corrupção e construção civil...

Anónimo disse...

até pareçe k é preciso sair de almada para ver estas situações.
quem desçe a rua da liberdade antes de chegar á estatua dos bombeiros do lado direito vê a mmesma coisa.
Ao k parece depois da obra iniciada a C.M.A vêm pedir uma barbaridade de licença de contrução, a minda poderá esclarecer esta situação melhor já k vi já algum tempo um cartaz do BE pendurado nesta obra a reclamar o acabar da mesma.

Liberdade disse...

DEUS QUEIRA QUE PERCAM A CÂMARA!

Maria (nome fictício) conversava sobre a situação que se vive hoje na CMA com outros colegas. Maria é uma funcionária com mais de 20 anos de trabalho exemplar, profissional e dedicado na CMA. Maria tem o respeito de todos os seus colegas.

Nunca antes a tinha visto tão zangada e até suspeito que ela sempre alimentou uma certa simpatia pela Presidente. Ou votava nela ou ficava em casa com a certeza de que a Presidente vencia todas as eleições.

Agora as coisas estão diferentes, Maria está revoltada e zangada com a CMA, com os Vereadores e com a "sua" Presidente. Tal como muitos outros funcionários, sente-se maltratada e injustiçada depois de tantos anos de trabalho. Sente também outros colegas maltratados e injustiçados sem razão.

Hoje, na roda de colegas com quem conversava, desabafou:

- Esta gente é ordinária, Deus queira que percam a Câmara!

Nós, os outros colegas, concordámos e desta vez ninguém vai ficar em casa. No dia 11 de Outubro vamos todos votar para que Deus, com o nosso voto, faça a CDU/PCP perder a Câmara. Nem que seja para fazer justiça à Maria.

Minda disse...

Anónimo:

Até parece que é preciso sair de Almada para ver estas situações? Quem disse? Eu não!

Infelizmente, cancros urbanístiscos destes deve haver em quase todos os concelhos, em particular nos do litoral, mais densamente povoados.

Conheço o caso que descreve mas, todavia, não o que aconteceu (ou seja, o que povocou o abandono da obra). Mas vou tentar averiguar... depois voltaremos a falar.

Minda disse...

Liberdade:

Queiram os eleitores que a CDU perca a câmara de Almada e assim acontecerá.

Quem tem dado a vitória à CDU tem sido a abstenção e o comodismo dos eleitores: uns porque não cumprem o seu dever de cidadania e outros porque preferem ser ludibriados a pensar e agir de forma autónoma.

A juntar a isto, temos a cegueira de que padecem estes últimos, preferindo andar de olhos vendados só para não terem de optar.

Poucos serão, afinal, os que acreditam, genuinamente, na imagem épica de competência que os cartazes de propaganda espalahados pelo concelho pretendem transmitir.

Resta-nos esperar que em 11 de Outubro as coisas possam tomar um rumo diferente. A bem da democracia!

Por isso é muito importante que se denuncie a aliança da CDU com o PSD... tal como em Cacilhas, ela deve estar a ser preparada a nível concelhio. Ao que tudo indica no cenário actual, só assim a CDU conseguirá voltar a ganhar a Câmara. Cabe a todos nós denunciar este "negócio eleitoral", tramado nas costas dos eleitores, e contribuir com o noso voto para "libertar Almada" deste absolutismo que já cheira a ditadura.

Casos como o da Maria há muitos na CMA. Eu conheço vários... dezenas. Qual deles o mais injusto.

Temos de lutar para que estas situações sejam desmascaradas. Não podemos ficar indiferentes por mais tempo. BASTA!

Observador disse...

Permitam-me um esclarecimento ao anónimo de 20 de Julho de 2009 23:53.

Esse pseudo imóvel a que se refere nunca foi licenciado.
O dono da firma que o queria fazer, Sr. José Neves da Silva, péssimo construtor e bom vigarista da nossa praça, tentou aliciar alguém para que a licença fosse emitida com umas alterações que não tinham nada a ver com o projecto, na altura em análise e, até, bem encaminhado.
O Sr. Silva decidiu avançar mesmo contra o parecer da CMA.
Obviamente, a obra foi embargada.

O que considero estranho por parte da CMA é que alguns anos depois do embargo, tudo se mantenha como tinha ficado.

Já agora, amigo, não é a estátua dos bombeiros mas sim a Praça Comandante José Braz.

Cumprimentos

Minda disse...

Observador:

Obrigada pelo oportuno esclarecimento.

**

Related Posts with Thumbnails