segunda-feira, 12 de julho de 2010

Que partido é este que tem governado Almada?

Ainda a propósito dos acontecimentos da última Assembleia Municipal de Almada, realizada no dia 30 de Junho, e onde ocorreu um facto deveras inquietante e que nos deixa a pensar, seriamente, se a Democracia não terá sido banida dos órgãos autárquicos deste concelho, um dos berços da luta contra o fascismo, não posso deixar de escrever mais umas linhas.

Pese embora o passado antifascista de muitos dos seus militantes, almadenses de méritos reconhecidos e a quem todos agradecemos o valoroso contributo que permitiu devolver-nos a Liberdade, o certo é que tem sido o partido que, em Almada, se senta na cadeira do poder há mais de três décadas o protagonista desta triste história que nos faz lembrar os tempos “da outra senhora”.

Custa-me a crer que esta força política, que se mascara de coligação mas a qual todos sabemos tem nos bastidores apenas um único partido que tudo manobra, seja hoje o mesmo que teve nas suas hostes (e ainda terá, julgo eu) gente por quem nutro um profundo respeito pela força das suas convicções mas, principalmente, pela lisura do seu comportamento.

Custa-me ainda a crer, sinceramente, que um partido que teve (e ainda terá) no seu seio tanta gente que sofreu na pele represálias e torturas indescritíveis para ajudar a derrubar a ditadura em Portugal, pratique hoje, trinta e seis anos passados sobre a Revolução de Abril, atitudes de génese semelhante àquelas que tanto condenou. Refiro-me, obviamente, à vontade de inibirem os seus opositores de se manifestarem, de os fazerem calar, de impedirem que vozes contrárias às suas se façam ouvir para que a verdade continue oculta.

Muito embora os métodos utilizados sejam outros (não há prisões, torturas, mortes), eles são, todavia, igualmente castradores das liberdades individuais. E não quero trazer aqui à liça o fantasma de outros tristes regimes pois foram e são realidades diferentes do que, hoje, se passa em Portugal.
Voltando ao exemplo de Almada: joga-se no plano psicológico, faz-se chantagem emocional; tenta-se comprar o silêncio de cada um, ou a sua inércia, com ameaças ao seu bom nome, para desmoralizar; procura-se descredibilizar, de forma anónima e cobarde, a actuação de quem tem coragem de os enfrentar; utiliza-se a mentira como instrumento para atingir o fim pretendido… enfim, muito mais haveria para dizer, mas fico-me por aqui.

Por isso, só posso concluir que estamos, com certeza, a falar de partidos diferentes mesmo que ambos utilizem um nome idêntico. Já dizia Camões que “mudam-se os tempos, mudam-se as vontades” e, em Almada, só podemos concluir que os genuínos ideais da esquerda socialista e solidária, que muitos de nós partilhamos, têm vindo a ser substituídos por interesses mesquinhos e oportunismo mal disfarçado, não se coibindo os seus apaniguados de recorrer a todos os métodos ao seu alcance para manter o status quo conquistado.

É caso para perguntar:
Que partido é este que tem governado Almada? Alguém me sabe responder?

45 comentários:

!!! disse...

Que partido é?
Naturalmente e com toda a legitimidade aquele que o voto popular elegeu.
Podemos gostar ou não mas a verdade irrefutável é essa.
E que partidos são os restantes?
Os que não governam nem saem de cima?

Ora Tóma! disse...

Ora o "!!!" é um "Sabe e Gosta"!
pensava que era um envergonhado...
Há gostos para tudo.

Anónimo disse...

Esse pombinho (!!!) é mesmo fascista e ignorante! Esquece-se que só 20% do eleitorado do concelho de Almada é que vota em eleições autárquicas e esses votos se dividem por todos os partidos. Que legitimidade da cdu é essa? Até parece que a maioria dos eleitores votou (cadé os outros 80%)?

disse...

Trinta e seis anos depois de Abril como é possível assistir-mos a estas manifestações anti-democráticas por parte de alguns autarcas eleitos pela CDU (PCP) em Almada?
E os exemplos vão-se sucedendo numa cadência preocupante. Há quem diga que depois de tantos anos de poder, perderam o pudor.
Recentemente, em artigo publicado no jornal "Público" por José Manuel Fernandes, este recordava a visão de Carl Schmitt, um entusiasta do regime hitleriano, desenvolvida em "O Conceito do Político":
"A distinção à qual podemos reduzir todas as acções e motivações dos políticos é a distinção entre amigos e inimigos".
Nesta linha actuou também o Estado Novo:
"Ou apoias a União Nacional, e és amigo e patriota, ou não apoias e és um inimigo do Estado, um subversivo, que é preciso separar da sociedade".
A metodologia que tenho vindo a observar em Almada, por parte de alguns autarcas da CDU, tem preocupantes semelhanças com as doutrinas dominantes nos regimes ditatoriais:
"Ou aceitas e apoias incondicionalmente as decisões tomadas, ou estás a ser manipulado pelas outras forças político-partidárias".
Assim se define o inimigo, a fonte da subversão.
Ou seja, trinta e seis anos depois de Abril, tal como dantes, em Almada, ou apoias a CDU (PCP) e és amigo e um munícipe consciente das tuas responsabilidades, ou és um inimigo, manobrado por obscuros desígnios politico-partidários.
Assim aconteceu com o movimento dos comerciantes em meados de 2009, acusado de ser manipulado pelo PS; assim aconteceu com um grupo de agricultores das "Terras da Costa", acusado de ser manipulado pelo CDS-PP; assim aconteceu com dois grupos de jovens, a propósito de grafites e Ecalma, acusados de serem manipulados pelo PSD; assim aconteceu com dois trabalhadores da CMA, acusados de serem manipulados pelo BE.
E muitos mais exemplos se poderiam dar, desta prática assente na definição de "amigos e inimigos" e da desvalorização que se faz duma cidadania mais activa.
Salvem-se as poucas (infelizmente) vozes, de políticos que denunciam atitudes anti-democráticas reveladoras de alguma vontade de partido único.
Esperemos que continuem a defender os valores de Abril e a denunciar a prática política daqueles que se têm arvorado em "guardiões" desses valores.
Os meus agradecimentos pelas suas denúncias.
Cumprimentos,

disse...

As minhas desculpas pelo erro: assistir-mos quando se deve escrever assistirmos.

Ora Tóma! disse...

Caríssimos,

Estou a repetir um comentário que já tinha feito noutro post, mas penso que se justifica de novo, e neste assunto:

O Salazarismo parecia eterno mas estatelou-se com o golpe de estado, seguido de revolução em Abril de 1974.
O regime soviético parecia de ferro e eterno, auto dissolveu-se em 1989.
O reinado do Alcapone parecia indestrutível. Os assassínios que executou e mandou executar não foram provados, foi a fuga ao fisco que o apanhou.
E a MES, Maria Emília de Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Almada, tem-se aguentado.
Mas a sua relação com o mundo laboral, tão caro ao PCP, irá estatelá-la. Porque os Almadenses estão a ficar fartos de serem enganados com Marchas e Foguetório e o PCP já não sabe como branqueá-la.
Só nos falta saber quando será corrida: se nas próximas eleições ou se o PCP lhe antecipa a reforma para ver se não perde as eleições.
A relação com o trabalho será o fim da MES, tal como a relação com o fisco foi o fim do Alcapone.

Carvalhas disse...

Sou Militante do PCP, mas reconheço que a Ermelinda e o José Eduardo têm tido uma coragem fora do normal. O PCP devia tirar o chapéu aos dois. Pelas denúncias, que fazem em defesa dos trabalhadores da autarquia. salientando aquilo que está mal. Jerónimo presta atenção a Almada. Força aos dois, mas estejam conscientes que aqueles hipócritas e chulos que à sombra de militarem no PCP de Almada, encaixados na Câmara com bons tachos, vão tentar fazer tudo para vos humilharem. Bem Haja. Estes sim dão a cara com coragem. Bons revolucionários assim tivessem partidos locais à vossa altura (Moral e ética)

Minda disse...

Caro !!!

É certo que a CDU ganhou as eleições em Almada. Não estou a contestar esse facto. Mas aproveito e lembro-lhe que a taxa de abstenção nas últimas autárquicas (2009) em Almada foi de 51,5%. Ou seja, apenas votaram 48,5% dos eleitores.

O que significa que do universo total de inscritos, a CDU só recebeu o voto de 19% dos eleitores para a Câmara e de 18% para a Assembleia. Ou seja, a esmagadora maioria dos almadenses não confiam na CDU (mais de 80%).

De qualquer dos modos o assunto do artigo de hoje é outro e você sabe bem que sim, mas como o tema não lhe agradou, fez um desvio… cada um vai por onde quer, esteja à vontade…

É que, “quando não se sabe dançar, é a sala que está torta”. Percebeu?

Minda disse...

Ora Tóma!:

Pois é, cada um acredita no que quer e defende o que lhe apetece.

Minda disse...

Anónimo das 16:18h

Não sei quem é o !!! Por isso não posso avaliar o seu carácter.
Quanto às percentagens que indica, se já estamos mal, seria a desgraça total se a abstenção fosse 80%. Esses 20% que refere são as votações na CDU (que eu preciso mais em pormenor no meu primeiro comentário).

Minda disse...

Ora Tóma!

Já tive ocasião de lhe dizer (no outro post onde colocou este mesmo comentário) que concordo, inteiramente, consigo.

E repetir o que escreve nunca é demais...

Minda disse...

Caro Carvalhas:

Se esse fosse o seu verdadeiro nome, atrevo-me a dizer que seria o próximo militante a ser expulso do Partido.

Muito obrigada pelas palavras de apoio. São elas que nos dão força a continuar em frente e a não desistir, apesar de esta ser uma luta muito difícil.

Minda disse...

Caro Zé:

Deixei o seu comentário para o final porque acho que merece um destaque especial.

O teor da sua resposta mostra que é uma pessoa culta e informada sobre o que se passa em Almada. Que sabe estruturar uma resposta de forma fundamentada, não se limitando a conversa inócua.

Folgo em o receber nesta minha casa e fico muito satisfeita por o meu texto ter merecido a sua atenção.

A análise que faz da situação partidária em Almada, numa perspectiva de sociologia política (atrevo-me a dizê-lo), é perspicaz e realista. E eu concordo inteiramente consigo, nada mais tendo a acrescentar.

Muito obrigada pelo seu valioso contributo.

E, já agora, agradeço também as suas palavras pela consideração que sinto nelas em relação ao meu trabalho e pelo incentivo à sua continuação.

!!! disse...

O Ora Toma, figura caricata de uma existência mal parida dá-me vontade de rir. É um pobre coitado que nas horas vagas resolve armar-se em intelectual de urinol.
Ao anónimo, e porque foi mal educado, respondo na mesma moeda. Não chamando-lhe fascista mas mandando-o para a ... essa mesmo.

À D. Ermelinda, única que até agora me merece alguma resposta, digo aquilo que sabe mas não lhe dá jeito assumir.
Sei perfeitamente, melhor até que a senhora, essa questão das percentagens, das abstenções, bla bla bla.
O que me leva a reafirmar o que atrás disse.
A CDU está no poder por que o povo quis.
Não se interessou, esteve-se nas tintas e depois choram sobre o leite derramado.
Quer se goste ou não.
Quer o BE ou outro partido qualquer tentar derrotar a CDU? Façam-se à vida e vão tomando posições que agradem ao povo.
Porque só assim com trabalho feito se consegue algo.

Minda disse...

Caro !!!

Não me cabe aqui defender seja quem for pois todos os que por cá passam são suficientemente capazes de o fazer. Por isso espero que o “Ora Tóma!” lhe responda de forma conveniente.

Quanto à parte que me toca, agradeço-lhe a consideração demonstrada.
E deixe que lhe diga: não volte a insistir com essa de que a CDU está no poder porque o povo quer. O povo, sim, mas apenas 20% dos eleitores. É óbvio! Ninguém aqui lhe disse que andaram a roubar votos, pois não?
Mas se sabe assim tão bem o blá blá blá das percentagens, também saberá, então, que tenho razão: mais de 80% dos almadenses não confiam na CDU, 52% porque se abstiveram e os outros porque preferiram outros partidos.
Não vale a pena escamotear mais o assunto.

E quanto à sua última frase, tenho a dizer que concordo inteiramente com ela: só com trabalho se consegue atingir o fim pretendido… e, por isso, havemos de conseguir! Contra ventos e marés, mas havemos de lá chegar. Pode crer! … é uma questão de tempo e de persistência.

Ó Jerónimo disse...

Acabei da ler no notícias de Almada, que o Partido Comunista pretende que o governo resolva problema dos auxiliares administrativos no Hospital Garcia de Orta.
O PCP questiona ainda a tutela sobre medidas que serão tomadas: segundo o PCP, "para que os auxiliares que executam trabalho administrativo sejam integrados na carreira correspondente às funções desempenhadas.
Apoio totalmente, mas Ó Jerónimo deves estar a brincar, então não sabes o que está a acontecer na Câmara de Almada, autarquia comunista. Vários trabalhadores que passam por situações semelhantes e o PCP não sabe? O PCP em Almada anda a dormir?

Pombinho disse...

Avante Camarada, Avante....eheheheh, que cá nos vamos orientando....eheheheh.

Ora Tóma! disse...

Bom Dia caro !!!,
Vem então informar-nos que além de ser um aborto (mal parido), o seu partido afinal é o do urinol, tal como o do George Michael, que me perdoem os gays.
Porque é que não mostra o meu comentário de 12 de Julho de 2010 às 19:50 à sua dona para que ela comece a ter consciência do futuro dela.
Já que a si doeu-lhe tanto, que até se lembrou do urinol!
As vozes do dono, se a curto prazo têm boa vida, no futuro podem não ter uma boa reforma!
Cuide-se.

!!! disse...

Para o peditório dos poli traumatizados já dei.
Fim de papo!!!

Pombinho disse...

O !!! ainda não tinha pensado bem no que o "Ora Tóma" disse: "As vozes do dono, se a curto prazo têm boa vida, no futuro podem não ter uma boa reforma! Cuide-se." Será que afinal está a ficar com medo do que se aproxima e pretende arrepiar caminho? "A Luta Continua..."

(So) Luis disse...

Gosto de vir a este Blog, essencialmente por me parecer «informativo» e, de uma forma geral, bem claro e expressivo nos assuntos que apresenta. Com ou sem agrado de quem lê, «factos, são factos» e, ou foi/é assim, ou não foi/não é».
Até aqui eu entendo e respeito as diferentes opiniões que por norma se manifestam, mas, meus senhores permitam-me que deixe a minha opinião/sugestão: não poderiam ser «um pouco mais», ainda que só um pouco, mais condescentes com as opiniões que uns e outros manifestam? Obrigado.

Pombinho disse...

Caro (So) Luis: seria legítimo pedir condescendência para com Hitler; para com Estaline; para que exista Liberdade; Democracia; se respeitem os trabalhadores e as suas vidas?
O que urge e não tem sido feito é:
DENUNCIAR E AGIR!
A Propaganda, já só surte efeito em quem a propala!
As opiniões são isso mesmo...a realidade é outra...e essa não gostamos de ver!!!

Curioso ... disse...

No meio de tanta asneirada, só tenho mesmo vonteade de comentar uma afirmação de D. Minda (autora do blog). Para o resto (Ora Toma, Pombinho, etc, refiro-me claro está a esses ...) já não há paciência que aguente.

Diz D. Minda numa das respostas que aqui dá: "Não sei quem é o !!! Por isso não posso avaliar o seu carácter." Lindo!!!!!!!!! Muito lindo, mesmo. Quem não conhecer esta personagem, até acredita na bondade do que afirma. Mas eu conheço-a e não acredito!!!

É que há uns atrasados a mesmíssima D. Minda não se eximiu nem por um momento de avaliar, mais de qualificar, e de forma profundamente ofensiva e violenta o MEU CARÁCTER! Sim, o meu carácter foi avaliado e qualificado por esta mesma D. Minda neste mesmo blog, sem que essa senhora saiba quem é o ... Curioso!

É mesmo muito curioso, por isso, que venha agora com este discurso. Deve ser para ver se pega, já que quanto ao resto já todos percebemos que tem os seus amigalhaços e apaniguados com ela, e o resto do pessoal não lhe liga pevas.

Tudo isto só pode ter uma explicação: ou a D. Minda quer parecer o que não é, isto é, quer parecer séria, ou então é a demagogia do costume. Vou mais para a segunda hipótese.

Ora Tóma! disse...

Então o "!!!" foi pedir ajuda ao "Curioso"?
As Vozes do Dono estão a ficar desorientadas.
Já vão vendo o fim a aproximar-se...

!!! disse...

Creio que não vale a pena dar mais corda a essa gente.
Ora Tóma, anónimo, Pombinho, não merecem que se perca tempo.
Não tenho procuração do Curioso nem ele precisa dela. Apesar disso assino por baixo tudo o que ele escreveu. Inclusivamente o que diz em relação à D. Minda.

Agradou-me a postura do (So) Luis.

Minda disse...

Ó Jerónimo:

Não li o Notícias de Almada, mas alertada pelo seu comentário fui investigar. E consegui uma cópia do requerimento em causa.
É, de facto, uma situação revoltante, da mais pura demagogia.
O PCP nacional exige que se cumpram regras da mais elementar justiça (todos de acordo!) mas porque é o PS que está no Governo. Aqui em Almada, como são eles que estão “no poleiro” em situação idêntica já fecham os olhos e até dão o seu aval. O trabalhador que se lixe…
E dizem-se eles o único partido que está ao lado dos trabalhadores… esquecem-se é de dizer que estão ao lado dos trabalhadores desde que os actos sejam praticados por outro partido qualquer. Caso sejam autarcas do PCP a cometer a mesmíssima infracção, aí o caso muda de figura e o que era ilícito passa a legal pois os camaradas estão acima de qualquer lei que não seja a do Partido.
Brevemente irei escrever sobre o assunto…

Minda disse...

Pombinho:

A bem da verdade, pela justiça e em defesa da democracia. Sempre em frente!
Não vão ser certos comentários desestabilizadores, que aqui aparecem com esse único fim, que me vão fazer desistir de continuar a manifestar a minha opinião.
E para o fazer não preciso de vestir o manto cobarde do anonimato.
Que eu saiba a liberdade de expressão ainda é um direito constitucionalmente protegido.

Minda disse...

Ora Tóma!:

Boa, gostei da frase: “As vozes do dono, se a curto prazo têm boa vida, no futuro podem não ter uma boa reforma!”.
Será que vai pô-los a pensar no futuro?

Minda disse...

Caro !!!

Se já deu o que tinha a dar, não se aborreça mais. Assim como entra, porque a porta está aberta, também pode sair à vontade que ninguém o impede.

Minda disse...

(Só) Luís:

Obrigada pelo elogio que percebo nas suas palavras.
E é como diz: Com ou sem agrado de quem lê, «factos, são factos» e, ou foi/é assim, ou não foi/não é». Mas parece que há, infelizmente, muita gente que não sabe respeitar opiniões contrárias à sua.
Certo é que nenhum destes bravos comentadores, e que tanto se insurgem com as minhas opiniões, apresentou argumentos convincentes que desmentissem as afirmações que faço… limitam-se a tecer umas quantas balelas (já reparou que nem um comentário sério fazem sobre o conteúdo da notícia?) e a achar que são muito espertos.

Minda disse...

Caro Curioso:

Tal como anteriormente, pode continuar a dizer o que quiser pois “vozes de burro não chegam ao céu”!

Pombinho disse...

Caros!!! e Curioso: é por demais evidente quem tem como valores nas suas intervenções a Liberdade e a Democracia, por isso, não é de espantar que estejam com a autora deste blog (habituou-nos ao rigor nos seus artigos, todos sabemos pensar; já pensaram nisso ou ainda andam à volta do TACHO)!
O que vos incomoda é que este blog seja tão visitado por funcionários da autarquia e munícipes, e assim, poderem tomar contacto com a triste realidade dos caciques locais que têm desgovernado Almada e se têm governado!
Acredito, que mais dia, menos dia, o Jerónimo (PCP) com esta realidade terá de se defrontar! Restará o que dirá, quando com isso for confrontado, o que aos microfones da Comunicação Social nacional dirá!

!!! disse...

Quando o Pombinho deixar de bater as asas é bem possível que o padre Louçã, o de cá e não o irmão que foi mais esperto e foi ganhar o ordenado mínimo para Bruxelas, caia na tentação de tomar de assalto o castelo de Almada.
A D. Minda tão conhecedora dos meandros do fenómeno autárquico porque aprendeu depressa, não tarda estará a ocupar o trono do poder.
Passarinho não esqueça que o uso em excesso de drogas não é aconselhável. Por isso cuide-se e não caia em tentação. Enquanto é tempo.

Anónimo disse...

Curioso ou !!! tenho alguns adjectivos para lhe oferecer: abjecto, chulo da classe operária, pide, tolo solitário, velho ferrugento e borgesso. Para agora fico por aqui.

ermelinda faça o seu trabalho de autarca, com honestidade e coragem, coisa que essa coisa que se apelida de curioso, nunca atingirá nesta vida. Bem haja Ermelinda

!!! disse...

Anónimo, não se olhe ao espelho.
E não permita que o fotógrafo o apanhe.
Uma gargalhada para si.

Minda disse...

Pombinho:

Esta gente anda a ficar demasiado nervosa. Não vale a pena dar-lhes conversa...
A indiferença é o melhor remédio.
Eles próprios irão morder a língua e morrer envenenados.

Minda disse...

Anónimo das 21:30h

Obrigada pelas palavras de apoio.
E pode ter a certeza que não são as conversas destes anónimos sem coragem para se assumirem, que me irão fazer desistir, pelo contrário... dão-me força e só mostram que estou no caminho certo.

Curioso ... disse...

Desta vez é para a D. Minda e para o Pombinho:

D. Minda: "vozes de burro não chegam aos céus?" Não sei não, a sua parece chegar. Nas palavras do Pombinho... E a verdade dói, não é D. Minda. Por isso não me responde, foge para a frente. Veremos, adiante, quem morderá a língua e quem morrerá envenenado no seu próprio veneno. Veremos ...

Quanto ao "seu" conceito de liberdade de expressão, continua como sempre interessantíssimo: essa liberdade de expressão é absoluta para si - isto é, pode dizer o que entende sobre o que entende e quando entende que ninguém pode, sequer, refutar - para os outros, digo para os outros que não são da sua laia, porque para si o anónimo que me insulta (a mim e ao !!!) da forma que faz, tem toda a legitimidade para o fazer, é livre para o fazer e isso não a incomoda minimamente (ainda o elogia), essa liberdade de expressão transforma-se em "vozes de burros que não chegam aos céus". É, de facto, edificante o seu conceito de Liberdade e de Democracia (e de Liberdade de Expressão, é óbvio).

Estou quase como o !!!. Não vale mesmo a pena dar-lhe atenção. Não fosse eu preservar a sério as liberdades - TODAS - tão arduamente conquistadas por outros que não a senhora, obviamente, e de facto não lhe dava troco nenhum. Agora como prezo mesmo a sério essas Liberdades, tenho que vir aqui de vez enquando e armar-me em "voz de burro que não chega aos céus". Porque se for verdade o que o Pombinho diz (e à frente verá o que penso sobre isso), se eu continuar a vir aqui dizer o que penso, então os outros todos que aqui vêm também poderão ler o que escrevo e acabar, quiça, pensando um bocadinho diferente do que pensam. Quem sabe, tenacidade é tenacidade, e disso estou certo você sabe mais que ninguém...

Pombinho: acredita mesmo no que diz, ou o que diz é resultado de bater asas tão depressa (com a devida vénia às palavars do !!!) e voar tão alto que se lhe turva a vista e perde a noção da realidade (pela distância, aqui não vou tão longe como o !!!)? Tantos visitantes deste blog???? Essa deve ser para rir. Mesmo!

Veremos, também lá mais para a frente, quem é que anda nervoso e preocupado. Veremos ...

Anónimo disse...

Esta coisa de as leis serem só para os outros é caracteristico do pc cá do burgo, já que não conheço os defuntos dos ex-paises do leste europeu.
No que diz respeito aos seus defensores,curiosos, ou nem por isso, só estão a defender o seu tacho...não há que levar a mal.

!!! disse...

Continuamos a perder tempo com os passarinhos e pombinhos e outra bicharada do género.
Neste post a minha voz enrouqueceu.
Veremos o que os corajosos anónimos supostamente identificados dizem quando se sentirem a pregar no deserto.

Pombinho disse...

O Curioso sofre de vertigens e é incongruente:"Porque se for verdade o que o Pombinho diz (e à frente verá o que penso sobre isso), se eu continuar a vir aqui dizer o que penso, então os outros todos que aqui vêm também poderão ler o que escrevo e acabar, quiça, pensando um bocadinho diferente do que pensam."

Afinal vem muita gente a este blog?

Curioso ... disse...

Não, Pombinho! Não vem muita gente, e você dá-me vontade de rir.

Quando refiro que TODOS os que vêm aqui podem pensar um pouco diferente se me lerem, é porque estes TODOS são ... muito poucos! Ou você esteve alguma vez convencido de que eu seria capaz de convencer muita gente ao mesmo tempo? Nãããã, não sou. Só sou (eventualmente) capaz de convencer pouca gente de uma vez ...

Vertigens? Você é quem voa alto, não sou eu!

Pombinho disse...

Curioso, ainda bem que se ri, é bom sinal e faz bem à saúde (espero que tenha)! Quanto a voar não se esqueça que é só para quem pode ("os cães ladram e a caravana passa")...a quem por algum motivo, não pode ter coluna vertebral é o que acontece, não voa! Sujeita-se e lambe as botas.

João Carlos disse...

Quando alguém atinge os "intocáveis" do PCP as reacções são estas mesmas: os "cães de fila" do Partido atacam, e sempre na sombra, de forma clandestina, para que ninguém saiba quem são e assim poderem continuar a manter a sua imagem de "digníssimos defensores da liberdade".

Mas são tão estúpidos que nem se apercebem que dos seus "iluminados discursos", só restam conversas idiotas, desprovidas de nexo e conteúdo substantivo, que deixam ficar mal quem os escreve e acabam por enaltecer o valor dos textos aqui publicados.

Cara Minda. Não sou seu eleitor, até porque milito noutra área política. E nem sempre concordo com aquilo que defende. Mas admiro a sua coragem! E faz muito bem em não dar troco a esta gentinha sem moral.

Minda disse...

João Carlos:

Concordo inteiramente consigo quando afirma que alguns comentários que por aqui aparecem são tão desprovidos de nexo e conteúdo que só acabam por mostrar o valor daquilo que querem denegrir.

E muito obrigada pelas suas palavras.

Related Posts with Thumbnails