domingo, 20 de setembro de 2009

Animação de rua


Ontem, na Praça do MFA e ruas adjacentes (em Almada), decorreu uma acção de animação de rua com mercado, música ao vivo, actividades desportivas e de lazer, conforme a foto reportagem que vos apresento confirma.

A adesão dos transeuntes foi muito boa, como se pode verificar pela observação das imagens, embora eu desconheça quais foram os reflexos do ponto de vista económico (em termos de negócio efectivo) para as associações envolvidas, assim como para os estabelecimentos da área circundante, sobretudo cafés, devido ao maior afluxo de população.

Este foi um bom exemplo para demonstrar que, havendo motivo para tal, os clientes deslocam-se ao sítio em causa, mesmo sem levar o seu veículo atrás, servindo-se dos transportes públicos e/ou deixando o carro nos estacionamentos das redondezas.

Ou seja, mais do que abrir o eixo central da cidade de novo ao trânsito (carros a circular não são garantia de clientes a entrar), as ruas da cidade precisam é de se tornar locais apetecíveis, animados, para que a população se sinta motivada a lá se deslocar e, dessa forma, contribuir para a dinamização do comércio local em Almada cuja revitalização passa, ainda, por uma série de outras medidas que vão desde a renovação dos estabelecimentos à divulgação dos seus produtos e, principalmente, pela definição de uma clara estratégia de marketing apoiada na animação regular do espaço público.

6 comentários:

Vitoraki disse...

Minda
não sei quais as razões da CMA mas este ano a iniciativa do Almada Fashion será no Complexo Desportivo do Feijó, o que irá retirar municípes e outros/outras à cidade onde tem recebido pessoas, inclusivé, de vários pontos para assistir ao evento. Será correcto? Não me parece.

Minda disse...

Vitoraki:

Tens toda a razão. Querem dinamizar o centro da cidade mas afastam acontecimentos e até serviços municipais, deslocalizando-os contribuindo para a decadência do comércio local.
Mas disso ninguém fala. É mais fácil criticar apenas o Plano de Mobilidade.

Carlos Pinto disse...

Há 3 anos estive de férias en Faro e pude ver o equivalente ao Almada Fashion ao ar livre em pleno centro histórico, tendo por fundo a fachada da Igreja Matriz, com centenas de pessoas a assistir e os restaurantes da envolvente completamente cheios de clientes a jantar (com estacionamento a 50 mts).

Era isso que se devia fazer aqui também em vez de usar o pavilhão.

É um erro enorme empurrar os serviços públicos municipais para fora da cidade porque vai contribuir para a morte lenta do centro. Como o candidato Paulo Pedroso tem referido, quando critica a multiplicação descontrolada de "novas centralidades" que é uma forma suave de dizer deslocação dos serviços para a periferia.

Minda disse...

Carlos:

Concordo inteiramente consigo.

E prometo que vou ler o programa do Paulo Pedroso pois, sobre essa matéria, já vi que estamos em sintonia.

(aqui entre nós que ninguém nos ouve - pois não! só nos leiem... mas... não me importo: espero que que, em 11 de Outubro, possamos festejar a vitória de um novo Presidente da CMA e de uma vereadora do BE sempre atenta)

Carlos Pinto disse...

Minda,

Festejarei com todo o gosto a vitória do PS-Paulo Pedroso e a eleição de Helena Oliveira do BE para vereadora.

Até acho que seria muito estimulante para a democracia local ver como é possível governar um município com multi-partidarismo.

Vou meter o champanhe na geleira...

Minda disse...

Carlos:

Também eu ficaria duplamente feliz se esses forem os resultados no dia 11 de Outubro.

Mas festejar irei sempre fazê-lo porque estou ciente de que, se não houver falcatruas na contagem dos votos, como se suspeitou tivesse acontecido em 2005, a Helena Oliveira será vereadora. E eu vou "torcer" para que isso aconteça...

Mas porque Almada precisa de se libertar do jugo da CDU, vou "fazer força" para que Paulo Pedroso seja eleito Presidente da CMA, também.

Related Posts with Thumbnails