sexta-feira, 12 de março de 2010

A verdade!?!

Não resisto a trazer-vos aqui mais um comentário do psiquiatra J. L. Pio Abreu (acho que começo a ser sua fã)...
Vem este artigo a propósito do facto de também eu já começar a estar farta do discurso sobre a verdade, que parece ter contaminado todos os políticos. E choca-me, sobretudo, ver as imagens daquela Comissão de Ética da AR querer apurar factos a partir de meras sensações pessoais, interpretações subjectivas ou de convicções particulares… julgava eu que era preciso coligir provas documentais, ou testemunhais, mas a partir de dados objectivos e não partindo de opiniões que podem ser tão ou mais mentirosas do que as pretensas mentiras que pretendem denunciar.

4 comentários:

Observador disse...

A escrita/opinião de J.L. Pio Abreu denota a atenção com que este cidadão avalia as circunstâncias em que se tem vindo a desenvolver este ambiente de crispação em redor de uma ou mais situações que têm aparecido de forma concertada e, porque não dizer, encomendada.

Porque de facto começam a faltar provas que sustentem as acusações, estas sim suspeitas.

E a AR dá guarida a trafulhices e a trafulhas.

Carlos Alberto disse...

A verdade, verdadinha é que já não interessa nada saber de nada.
Neste momento o interesse é cozer em lume brando (mais ou menos) o dito cujo PM.
Cada vez estou mais de acordo com o lider do MRPP e com o Bastonário da OA, os quais parecem ser dos poucos que não têm medo de chamar as coisas pelo nome.
E já agora convém lembrar que o sr. Clinton deixou os EUA numa situação em nada parecida com a que o seu sucessor Bush deixou.
Mau grado a sua "linha telefónica aberta" com Deus...

Minda disse...

Observador:

Pois é. Tens toda a razão... E depois admiram-se que a imagem do Parlamento seja o que é.

Minda disse...

Carlos Alberto:

Não será bem assim. Interessa saber, e muito, de muitas coisas... o problema é que em vez de se tratar do essencial gasta-se tempo com "miudezas".

Related Posts with Thumbnails