quarta-feira, 26 de março de 2008

Condeixa-a-Nova

Estou de partida para Condeixa-a-Nova onde vou estar até sexta-feira a frequentar um curso de formação profissional. E, depois, no sábado, parto até ao Algarve de onde regresso na 2.ª feira.
Voltarei com algumas fotografias para vos oferecer.
Até breve.

terça-feira, 25 de março de 2008

XIV Festa das Artes da SCALA

É já amanhã. A inauguração da XIV Festa das Artes da SCALA - artesanato, escultura, fotografia, literatura e pintura. Pelas 21h, na Oficina de Cultura, em Almada.
Pena é que só esteja patente ao público até domingo (dia 30). É muito pouco tempo. Porquê apenas quatro dias? Acho que os artistas da SCALA mereciam que os seus trabalhos fossem expostos durante mais uns dias. Uma semana no mínimo, embora duas fosse o ideal, como é, aliás, a duração média deste tipo de eventos.
E eu até tenho azar... é que amanhã às 12h parto para Condeixa-a-Nova (onde vou participar num curso de formação profissional sobre o novo regime de vínculos e carreiras na Administração Pública) de onde parto para o Algarve e só regresso a Cacilhas no dia 31 à noite.
Ou seja, não vou à inauguração nem sequer consigo ir ver a exposição onde também participo.


Deixo-vos aqui os meus humildes trabalhos. Não sou fotógrafa (muito longe disso), mas adoro fotografia. Cometo muitas falhas mas, sinceramente, não me preocupo muito com isso. Participo apenas pelo prazer que me dá captar as imagens e poder transmitir uma mensagem através delas... não procuro ser uma especialista. Todavia, espero que gostem.


Abandono (Praia da Trafaria, 2008)

Adormecida (Solar de Mateus, Vila Real, 2007)

Miradouro (Cais de Cacilhas, 2008)

Outono (Rua da Escola Politécnica, Lisboa, 2008)

sexta-feira, 21 de março de 2008

Páscoa Feliz

Comam uma fatia de folar e provem uma amêndoa doce...
Votos de FELIZ PÁSCOA para todos.
Até 2.ª feira.

quarta-feira, 19 de março de 2008

Desprotegida


Desprotegida
aqui estou eu
à mercê do teu olhar...

No horizonte
os sonhos
cheiram a mar
e eu navego
por entre mágoas...

Não sei se estou aqui
ou se este é o meu lugar
será que me perdi?
olho o infinito
procuro não chorar...
fecho os olhos
e sinto-te a meu lado.

segunda-feira, 17 de março de 2008

Vale a pena reclamar.



Ontem, além da notícia aqui postada, apresentei uma reclamação (por via electrónica) ao departamento municipal responsável, ao vereadouro do pelouro, à Presidente da Câmara e ao Presidente da Junta de Freguesia de Cacilhas, com as fotografias anexadas.
Não sei se terá sido a minha carta, ou se ela se foi juntar a outras queixas e, por isso, acabámos ter a força suficiente para obrigar a Administração a corrigir a situação denunciada. Isto é, os tais contentores acabaram por voltar ao sítio original, conforme hoje pude verificar (ao regressar de Santarém já passava das 21h).
Fosse por isso, ou por outro motivo qualquer, e apesar de continuarmos sem saber quem cometeu aquela asneira e o motivo que o levou a tal, o certo é que o problema foi resolvido imediatamente após a denúncia, o que é de louvar.
Pena é que as imagens acabem por evidenciar, mais uma vez, a falta de civismo dos cidadãos... (a preguiça é tanta que preferem depositar os sacos do lixo no chão ali mesmo ao lado dos contentores quase vazios).

domingo, 16 de março de 2008

Irresponsabilidade notória



Assisti hoje a uma cena insólita (ou talvez não!)... apenas o resultado da irresponsabilidade de quem resolveu colocar os contentores que há anos estavam na Rua Liberato Teles na Av.ª 25 de Abril, uma artéria que, naquele local, tem um considerável desnível... ou seja, não estando os ditos travados e presos com segurança ao piso, houve um que se deslocou para a faixa de rodagem e só por sorte não foi embater no veículo que subia (um autocarro dos TST) porque rodou e se imobilizou junto ao separador central impedindo a circulação automóvel. Entretanto o trânsito parou e teve de ser o motorista do autocarro (depois de uma travagem brusca) a retirar o contentor do meio da estrada colocando-o de forma a impedir que continuasse o seu percurso descendente.

Desta vez não houve vítimas nem danos materiais. Mas existe, de facto, uma grande probabilidade de que possam vir a acontecer se se continuar a insistir em manter os contentores naquele local, sendo que a solução também não pode ser encostá-los ao prédio ali do lado por razões óbvias, já que os mesmos ficariam a pouco mais de um metro da janela do condómino do rés-do-chão (de frisar que na Rua Liberato Teles nem sequer havia este problema pois os contentores estavam junto ao muro das garagens e não incomodavam ninguém).

quinta-feira, 13 de março de 2008

Estranha forma

Jardim público em Torres Novas


Estranha forma esta
que em meu corpo
o teu desejo adivinha
e em silêncio se desfaz...

quarta-feira, 12 de março de 2008

Aves



Se puder, vá ver. É uma lufada de ar fresco, sente-se a brisa no leve esvoaçar dos pássaros vaidosamente retratados.

terça-feira, 11 de março de 2008

Ruínas


Rua Elias Garcia, em Cacilhas.


Sonhos desfeitos
ruínas do meu sentir
mágoas
tristezas
revolta...
apetece-me gritar
fugir
a vida esvai-se
lentamente...
sinto-me perdida
tão só
abandonada
como uma simples folha
no chão caída...

quinta-feira, 6 de março de 2008

Pedras da calçada

Pisamo-las, indiferentes, todos os dias. Tratamo-las com desleixo. Mesmo assim, nesse chão tão mal tratado, por entre as fissuras das pedras da calçada, nascem verdes plantas... resistentes, tentam sobreviver ao caos.

Largo Alfredo Dinis, Cacilhas (frente à estação fluvial da Transtejo).

quarta-feira, 5 de março de 2008

Aniversário de Alexandre Castanheira

Veja AQUI a reportagem fotográfica e os videos da sessão.



E destaco alguns videos do espectáculo musical:


Os "Cantadores da Rusga", que ouvi pela primeira vez e dos quais fiquei fã, "As Cantadeiras Alentejanas" (que também não conhecia e que muito apreciei) e o meu amigo Francisco Naia.






E termino o post de hoje com uma fotografia de quatro amigos, cuja presença me deixou muito feliz:



Da esquerda para a direita: Isidoro Augusto (poeta), Cândida Esteves, Julieta Rocha e Luís Miguel (artista plástico - autor da capa do programa deste serão poético-musical).

terça-feira, 4 de março de 2008

É demais!!

Rua Comandante António Feio, Cacilhas, hoje à tarde

Dois dias seguidos é demais... Mas, afinal, por onde andam os fiscais da ECALMA?
Hoje, ao regressar do trabalho, deparei-me com mais este caso de flagrante abuso... um condutor resolveu estacionar na faixa de rodagem (e nem sequer foi para ir à farmácia... o que poderia ser uma atenuante, embora tivesse outras opções para deixar o automóvel) e acabou por causar grande transtorno aos outros automobilistas ao impedir a circulação da camioneta (de transporte de crianças)... uma fila imensa de carros atrás, muitas apitadelas, alguns impropérios à mistura e várias conversas indignadas de transeuntes, foi o cenário que pude observar à passagem por aquele local.
Uma espera stressante, o descaramento de um e o laxismo de outros - é bem o retrato do caos em que o estacionamento se encontra em Cacilhas.

segunda-feira, 3 de março de 2008

Provocação

Largo ALfredo Diniz, Cacilhas, hoje de manhã

Ele há condutores que têm cá uma sorte... quebram regras elementares de civismo de forma ostensiva, além de violarem as normas básicas do código da estrada à descarada, mas conseguem sempre escapar à fiscalização da ECALMA a qual, aliás, fazem questão de afrontar com atitudes provocatórias destas, como se se tratasse de um jogo... e mesmo ali "nas barbas" da GNR.
Related Posts with Thumbnails